O ‘tio’ de Harry Potter morre aos 65 anos

29 03 2013

Ele foi detestado por Harry Potter. Ele foi o responsável por deixar o bruxo mais famoso do cinema e da literatura num espaço minúsculo debaixo das escadas, escondido das visitas e tentou, de todas as maneiras, impedir que Harry frequentasse as aulas no castelo de Hogwarts. Tudo isso em vão.

Apesar de todas as suas ‘vilanices’, o tio Válter Dursley perpetuou-se no imaginário de milhares de fãs de Harry Potter e companhia. Richard Griffiths foi o responsável por dar a vida a este personagem e um dos primeiros a inaugurar na telona uma das mais bem-sucedidas cinesséries do cinema contemporâneo. Os oito filmes Harry Potter, baseados nos livros escritos por J. K. Rowling, levaram dez anos para concluir a saga,  desde 2001 com A Pedra Filosofal até 2011 com a segunda parte de As Relíquias da Morte.

E todos os participantes dessa incrível jornada terão o eterno apreço daqueles que acompanharam a evolução da história ano após ano. E isso não foi diferente com Richard Griffiths, que faleceu ontem (28/03) vítima da complicação de uma cirurgia cardíaca na Inglaterra.

O ator Daniel Radcliffe, o protagonista dos filmes, mas que também trabalhou com Richard na peça Equus, foi um dos primeiros a se manifestar sobre a morte do veterano ator: “Richard esteve ao meu lado em dois dos momentos mais importantes da minha carreira. Tenho orgulho de tê-lo conhecido!”

Britânico, o ator além das participações como tio do Harry Potter também pode ser visto em outras produções de grande bilheteria como Piratas do Caribe: Navegando em Águas Misteriosas e no recente A Invenção de Hugo Cabret.

Mas nada que o impedisse de ser eternamente conhecido como Tio Válter! Fica aqui a homenagem do Universo E! a Richard Griffiths.

richard griffiths

 

RICHARD GRIFFITHS — ✰ 31/07/1947   28/03/2013





Sessão histórica

20 07 2011

Uma sessão histórica que compensou as mais de seis horas de espera no hall do cinema: ora em pé; ora sentado no chão.

Uma sensação gostosa. Porque não foi uma simples sessão de Harry Potter e as Relíquias da Morte – parte 2. Foram mais de duas horas acompanhando os momentos derradeiros da saga inicializada há 10 anos atrás com A Pedra Filosofal. Não foi uma simples sessão porque a sala estava abarrotada de fãs alucinados por aquele ‘bruxinho’ de óculos de lentes redondas – deliravam a cada cena de luta, a cada batalha vencida pelo bem contra o mal. E cada minuto que passava anunciava a proximidade do final.

E o que falar da cena inicial então? Sem trailers e sem propagandas, a pre-estreia começou logo que as luzes se apagaram. A aparição do túmulo de Dumbledore foi acompanhada por aplausos e assobios. A sala stadium se tornou, literalmente, um estádio de futebol com uma torcida ensandecida pelo time que estava entrando em campo.

Era algo tão especial e tão fascinante que chegava a arrepiar. Meio como um intruso ali, me sentia orgulhoso por aqueles fãs (da minha sala e das outras seis salas que compartilharam horas a fio no hall de entrada do multiplex lá fora) que acompanhavam simultaneamente o grand finale; me sentia feliz, pelo grande cinéfilo que sou, por ver a casa cheia. Ver o cinema lotado me enche de alegria, mesmo não sendo o dono! Coisas essas que só o Cinema pode proporcionar.

Se a história de J. K. Rowling marcou a infância de milhões de fãs, esses mesmos fãs fizeram dessa pre-estreia de despedida de Harry Potter, um fato marcante nessa minha ainda curta vida de amante da Sétima Arte.








PALPITEIRO BRASILEIRO

Campeonato dos Palpiteiros - Temporada 2019

Blog do Renato Nalini

Ex-Secretário de Estado da Educação e Ex-Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo. Atual Presidente e Imortal da Academia Paulista de Letras. Membro da Academia Brasileira de Educação. É o Reitor da UniRegistral. Palestrante e conferencista. Professor Universitário. Autor de dezenas de Livros: “Ética da Magistratura”, “A Rebelião da Toga”, “Ética Ambiental”, entre outros títulos.

Abraccine - Associação Brasileira de Críticos de Cinema

Site com atividades e informações sobre a associação que reúne profissionais da crítica cinematográfica de todo o Brasil

Sinfonia Paulistana

um novo olhar

%d blogueiros gostam disto: