O Hobbit e 007 faz MGM renascer

24 03 2013

MGM, o estúdio histórico por trás de grandes produções cinematográficas como O Mágico de Oz, Casablanca ou dona de parte da franquia de James Bond, teve um início de século XXI esquecível: a Metro Goldwyn Mayer teve nos últimos anos a troca de sua gerência após a demissão de vários funcionários e inclusive com sua falência decretada, o que poderia por fim ao tradicional leão que abre os seus filmes.

Mas o ano de 2012 mudou o rumo do futuro do estúdio: em um ano em que a bilheteria mundial dos cinemas cresceu 6%, chegando quase a incríveis US$ 35 bilhões, a MGM abocanhou 2 bilhões desses dólares com os sucessos de O Hobbit: Uma Jornada Inesperada (que ela divide os 50% dos direitos com a Warner Bros) e 007 – Operação Skyfall (detêm 75% dos direitos do famoso agente secreto juntamente com a Sony).

Tais resultados extremamente positivos e um calendário promissor de estreias para os próximos anos (os dois longas restantes de O Hobbit, a continuação da franquia 007 com uma nova produção a cada dois anos e ainda possíveis remakes de Carrie – A Estranha e Hércules) podem possibilitar uma nova abertura de capital da MGM e uma consequente captação de mais recursos no mercado financeiro, operação semelhante a realizada pela Lionsgate, que segundo especialistas, possuía valorização semelhante a da MGM atualmente, cerca de US$ 3 bilhões.

Torcemos para que essa negociação se concretize e o mercado cinematográfico confirme as expectativas e continue aquecido. Melhor para a MGM e melhor para nós, cinéfilos!

Anúncios




O calendário das grandes franquias

15 01 2013

As grandes franquias cinematográficas que dominaram as bilheterias mundiais entre a década de 90 e a década passada, prometem movimentar mais uma vez o bilionário mercado do cinema.

Só pelos números ordinários das sequências, a gente pode ter alguma ideia do sucesso que elas trazem consigo: 5, 7, 5*, 5, 4, 2…

5 —>PIRATAS DO CARIBE 5:

pdcicone

 

Johnny Depp (Edward Mãos de Tesoura e Alice no País das Maravilhas) vem reprisar mais uma vez o excêntrico capitão Jack Sparrow. Retorna com ele também, o produtor Jerry Bruckheimer. Enquanto o roteiro da nova aventura irá passar por uma revisão, a Disney já marcou a sua data de estreia: 10 de julho de 2015. Anotem aí!

 

 

7 —> STAR WARS 7:

star-wars-guerra-nas-estrelas-yoda-mcdonalds-zx_MLB-O-2711451588_052012Mais uma grande estreia incluída com assinatura Disney. O sétimo filme de Star Wars veio junto com anúncio da compra da Lucasfilm (até então com George Lucas como proprietário) pela Walt Disney Company por US$ 4 bilhões, colocando já em seus planos não apenas o 7º, mas mais uma nova trilogia inteira pela frente. Seguindo os planos inciais, Star Wars VII chega as telonas também em 2015, sendo sucedido por Star Wars VIII em 2017/2018 e Star Wars IX lá para 2019/2020.

 

5 —> (o apelidado carinhosamente de O Senhor dos Anéis 5) O HOBBIT – A DESOLAÇÃO DE SMAUG:

o hobbit 250Já tem data certinha nesse final de ano: 13 de dezembro (preciso lembrar da ilustre e exorbitante presença de Evangeline Lilly – da série Lost e Gigantes de Aço – aqui?) . Enquanto o início da aventura de Bilbo Bolseiro ao lado de Gandalf e mais 12 anões já ultrapassou os 600 milhões de dólares na bilheteria mundial, essa nova trilogia baseada na obra homônima de J. R. R. Tolkien já tem data para acabar: 18 de julho de 2014 com a estreia de O Hobbit: Lá e de Volta Outra Vez.

 

5 —> DURO DE MATAR – UM BOM DIA PARA MORRER:

die hard 350

Com Bruce Willis (O Sexto Sentido e Moonrise Kingdom) encarnando novamente John McClane. O longa, assim como o último Missão Impossível de Tom Cruise (Top Gun – Ases Indomáveis e Minority Report – A Nova Lei), tem a Rússia como pano de fundo para o desenrolar da sua história. Entre todas as franquias listadas nesse post, esse é o filme que tem a estreia mais próxima: dia 22 do próximo mês.

 

 

4 —> JURASSIC PARK 4:

jpark 250Outro filme que só chega aos cinemas em 2014: mais precisamente em 14 de junho (ao menos nos EUA). Além da data de estreia sabe-se apenas que Steven Spielberg ocupará o cargo de produtor e que os roteiristas do bom Planeta dos Macacos – A Origem, Rick Jaffa e Amanda Silver, serão responsáveis pelo script dessa quarta aventura jurássica que chegará as telonas em três dimensões. E por falar em 3D, o terceiro Jurassic Park reestreia dia 30 de agosto de 2013 nesse formato.

 

2 —> AVATAR 2:

avatar 350O roteiro, por enquanto, está apenas na cabeça de seu criador, James Cameron. Mas assim que as palavras estiverem no papel e a FOX liberar mais essa (quem sabe, milionária) produção, Avatar 2 tem tudo para chegar aos cinemas em dezembro de 2014 e o terceiro em dezembro do ano seguinte. A exemplo do realizado na trilogia de O Hobbit, James Cameron também irá adotar a tecnologia dos HFR (high frame rated) na captação das imagens de retorno ao planeta de Pandora.





Festival Varilux de Cinema Francês 2012

15 08 2012

O que o cinema contemporâneo francês tem de melhor ganha espaço no Festival Varilux de Cinema Francês 2012. O festival nacional ocorrerá simultaneamente em 32 cidades brasileiras de 17 a 23 de agosto, tendo em sua programação 17 produções (várias delas exibidas no Festival de Cannes e inéditas no país).

O Festival Varilux cresceu significativamente aqui na Região Metropolitana de Campinas: além do espaço convencional para filmes europeus na cidade campineira – o Topázio Cinemas no Shopping Prado -, o festival também pode ser conferido em Indaiatuba no multiplex do mesmo grupo instalado no Polo Shopping ou ainda no Cineflix do Galleria Shopping em Campinas.

Auxiliado pela tecnologia digital, o festival abrigará setes dias inteiros dedicados a exibições de produções francesas dos mais diversos gêneros, da comédia ao thriller, incluindo o sucesso Intocáveis que levou mais de 20 milhões de espectadores na França, sendo um dos filmes mais vistos da história do cinema de lá!

A programação completa do Festival Varilux de Cinema Francês 2012 e outras atividades (como oficina de roteiro e encontro com artistas e produtores mais concentradas no Rio de Janeiro ou em São Paulo) podem ser vistas em http://www.variluxcinefrances.com.br .





Adaptação – cinema 2.0

22 07 2011

Hollywood de tempos em tempos, lança modismos para manter o interesse do público em pagar ingressos caros e conferir os super lançamentos no cinema.

Tivemos a onda de produções baseadas em super heróis (bem feitas e com o mínimo de respeito pela obra original, para deixar bem claro). Onda iniciada pelo Homem-Aranha.

Simultaneamente à exploração desse filão veio o lançamento das continuações. O apelo do público dizia qual franquia explorar ou não. Raras vezes durante a década de 90 tivemos algum filme com ‘título tal’ 2 ou 3. Após o ano 2000 ficou comum encontrarmos caratzes nos cinemas cujos títulos de filmes eram sucedido por um algarismo: Piratas do Caribe, X-Men, Shrek, Resident Evil, Jogos Mortais, A Era do Gelo, Transformers, etc. E com sucesso de cada franquia tornou-se possível o investimento na nova arma de Hollywood contra a pirataria: as exibições em 3D.

Da mesma forma, aumentou a frequência de chegar aos cinemas histórias oriundas das páginas de livros. Tão comum que muitas vezes, os livros são (re)lançados conjuntamente com suas versões em películas.

Nas adaptações que vou me reter agora. Se já se tornou usual a escrita de um roteiro de cinema a partir de um livro, agora surge uma nova tendência criada pelos estúdios para os próximos lançamentos – a divisão da adaptação em duas partes.

Essa repartição elimina de um lado, aquilo que os fãs mais conservadores de uma determinada publicação mais reclamam: os cortes e as mudanças indesejadas na história original para uma melhor adequação às telonas. Mais tempo de filme, mais espaço para se manter fiel às páginas do livro.

Por outro lado, essa possibilidade a mais pode resultar em longas, se não mal feitos, vazios e desinteressantes para o espectador comum. Muito do que funciona perfeitamente nos livros, não mantem a mesma eficácia nas telas. Relíquias da Morte, último livro da saga Harry Potter e dividido em duas partes (esclareço logo que não foram ruins no seu todo) poderia condensar melhor sua história em um único filme, mais longo é claro, porém mantendo o excelente nível atingido em Enigma do Príncipe e não oscilando da forma que ocorreu entre a parte 1 e 2.

De minha parte, ficaria receoso se O Retorno do Rei, dividido em duas partes, alcançasse a qualidade que possui hoje. E por falar na trilogia de Peter Jackson, depois de O Senhor dos Anéis, o diretor voltará a Terra-média adaptando o prelúdio da guerra do Anel, O Hobbit, em duas partes.

Também na lista de lançamentos futuros em duas partes, figura o último volume da saga Crepúsculo: Amanhacer, cuja história será dividida em dois filmes.

Ainda é muito cedo para afirmar o sucesso dessa nova tendência e se ela funcionará ou não. Financeiramente, claro que é uma ótima aposta dos estúdios e os mais de US$ 480 milhões dos três primeiros dias de Harry Potter 7.2 estão aí para comprovar. Mas e em qualidade? Essa divisão 2.0 será revertida em produções relevantes para o cinema?

Bem, aí só as estreias futuras dirão.





Transformers x Titanic x China

20 07 2009

E ‘Transformers: A Vingança dos Derrotados’ segue quebrando recordes mundo a fora. A vítima da vez foi o ‘Titanic’ que foi naufragado pela seqüência dos robôs automotivos que se tornou o filme de maior sucesso já lançado em território chinês.

O fato ocorreu nessa última semana com Optimus Prime faturando US$58,6 milhões em apenas 19 dias em cartaz. Cinqüenta e um dias a menos que o levado por ‘Titanic’, em 1998, ao faturar ao todo US$52,7 milhões.

A previsão de analistas chineses é que a super seqüência de ‘Transformers’ alcance a marca de US$67 milhões ainda nesse final (17-18 e 19 de julho).








PALPITEIRO BRASILEIRO

Campeonato dos Palpiteiros - Temporada 2019

Blog do Renato Nalini

Ex-Secretário de Estado da Educação e Ex-Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo. Atual Presidente e Imortal da Academia Paulista de Letras. Membro da Academia Brasileira de Educação. É o Reitor da UniRegistral. Palestrante e conferencista. Professor Universitário. Autor de dezenas de Livros: “Ética da Magistratura”, “A Rebelião da Toga”, “Ética Ambiental”, entre outros títulos.

Abraccine - Associação Brasileira de Críticos de Cinema

Site com atividades e informações sobre a associação que reúne profissionais da crítica cinematográfica de todo o Brasil

Sinfonia Paulistana

um novo olhar

%d blogueiros gostam disto: