O consumo (e a produção) via streaming

6 07 2014

O streaming, com a ajuda de conexões à internet cada vez mais rápidas, tornou-se uma importante ferramenta de difusão de obras audiovisuais. Por um pequeno valor mensal todo mundo pode ter acesso a um catálogo praticamente infinito de séries e filmes para assistir on-demand, sem a necessidade de downloads e nem ocupar espaço no HD do computador. Um televisor devidamente equipado e uma rede de Wi-Fi em casa faz com que a experiência seja irresistível.

Não é a toa que o sucesso do serviço via streaming seja tão grande, vide o sucesso daquele que melhor representa esse novo modo de consumir vídeos do espectador moderno: o Netflix. A empresa americana deixou de ser uma mera plataforma de exibição de filmes e séries para entrar de vez (e com muita qualidade) no mercado de realizadore. Suas produções quebraram barreiras e conquistaram espaço e troféus em premiações destinadas, antigamente, à televisão e o cinema.

Netflix_30052014

Suas séries originais House of Cards, Orange is the New Black, Hemlock Grove e Derek arrebatam fãs nos países onde o serviço está disponível. Outros fãs são eternamente gratos ao Netflix, que ajudou a desenterrar seriados que tiveram suas produções canceladas pela TV, como é caso de Arrested Development e The Killing. Há quem diga também que Breaking Bad só ganhou notoriedade e sobrevida na TV americana quando a mesma foi inserida e popularizada pelo catálogo do Netflix. Se tudo isso ainda não é o bastante, o site passou a investir também na produção de animês, tendo como primeira experiência nessa área, Knights of Sidonia, disponibilizado recentemente.

Mas você ainda está relutante com essa história toda de “assistir coisas on-line”? Pois o Universo E! tem uma valiosa dica para você experimentar esse mundo novo da internet, e de quebra, ter acesso a cinco filmes consagrados no Festival de Cannes. Uma parceria entre o Telecine Play (o serviço de streaming dos canais Telecine) e a cerveja Stella Artois (patrocinadora oficial de Cannes) disponibilizam gratuitamente cinco filmes que foram sucesso no mais charmoso festival de cinema do mundo.

festival-de-Cannes-800x596

Através desse link, http://telecineplay.com.br/especial/cannes, você poderá assistir os seguintes filmes:

  • Cosmópolis, de David Cronemberg, com Robert Pattinson e Juliette Binoche.
  • Amor, de Michael Haneke, com Emmanuelle Riva, Jean-Louis Trintignant e Isabelle Huppert. Vencedor do Oscar e Globo de Ouro de melhor filme estrangeiro em 2013 e da Palma de Ouro do Festival de Cannes.
  • Vingança, de Johnnie To.
  • O Homem da Máfia, de Andrew Dominiki, com Brad Pitt, James Gandolfini e Ray Liotta.
  • Melancolia, de Lars von Trier, com Charlotte Gainsbourg, Kiefer Sutherland e Kirsten Dunst, que recebeu o prêmio de melhor atriz no Festival de Cannes.
Anúncios




1000 Episódios

5 10 2013

NOTA: O número entre parênteses após o título da produção refere-se ao número total de episódios para séries finalizadas/canceladas e o número de episódios exibidos até a data desta postagem para aquelas que ainda estão em exibição.

Ao som da trilha sonora de Jericho (e sua deliciosa vocação country), as 9 horas da manhã deste sábado, dia 05 de outubro de 2013, chego a uma marca importante para todo serie maníaco: alcançar a marcar de 1.000 episódios assistidos.

E muita coisa boa já passou por esse primeiro milhar: Lost, suas 7 temporadas com seus 122 episódios são um bom exemplo. Outras séries, no entanto, não tiveram a mesma sorte dessa e foram canceladas no meio do caminho sem um final: Alcatraz (13 episódios), Pushing Daisies (26) e The 4400 (44 episódios, embora esteja ainda na 2ª temporada da série). Rubicon (12) não conseguiu se estabelecer na minha playlist após o episódio piloto também não conseguiu emplacar e foi sumariamente cancelada logo na temporada de estreia. O mesmo destino que The Event (22) teve.

Lost, junto com Smallville, foram as séries de porta de entrada para o meu vício!

As séries britânicas também tiveram sua pequena (literalmente) participação nessa marca. Reconhecida por suas espaçosas e curtas temporadas: a excelente Survivors (12) e a empolgante releitura feita por Sherlock (6), ainda em exibição com suas microtemporadas de 3 episódios de uma hora e meia de duração e a única, entre todas as que assisto, que estou em dia! =P

Em relação aos reality-shows, dou preferência aos musicais, pois sempre me dão a chance de encontrar uma música perdida desse nosso mundão: tem American Idol (538), mesmo que tenha conferido apenas a sua 9ª temporada; The Voice Brasil (15), única produção brasileira que figura nessa lista e eu não seja um espectador assíduo e The Glee Project (21), que tinha o propósito de encontrar atores novatos para a tchran-ran-ran, Glee (90). O que me leva a confessar: sim, vergonhosamente, admito que a produção controversa de Ryan Murphy pertença a minha playlist. Fazer o quê? Bola pra frente…

Algumas produções vieram e desisti antes que terminassem, e não voltam tão cedo: Heroes (78) e Off the Map (13). Fracas é pouco para descrevê-las. Outras, não desisti, mas apenas dei uma pausa em suas ‘exibições’ por falta de tempo, mas pretendo retornar a assistir, seja num futuro próximo ou distante: Felicity (84), Cold Case (156), Smallville (217) e True Blood (70).

Em exibição e que valem a pena conferir por pura diversão, sem nenhum outro comprometimento ou elogios rasgados são: Hemlock Grove (13) da Netflix, Revolution (22) , The Big Bang Theory (139) e The Walking Dead (35). Claro que não podemos deixar passar em branco as séries clássicas, que todo fã de seriados TEM, DEVEM e NÃO PODEM deixar de assistir: que atualmente está com esse posto é The X-File (202).

Por último, reservei as minhas favoritas, as top’s das top’s, da qual sofro de amor incondicional e irrevogável: Fringe (100), Friday Night Lights (76) e Dexter (96). Todas as três já finalizadas, mas que ainda não acabei de assistir. Ainda tem a premiada Homeland (25) e as  cerejas do bolo: Treme (31) e The Big C (40).

Para comemorar, realizarei uma maratona pelas próximas dozes horas, vendo quinze episódios de 13 séries diferentes, que culminará no milésimo episódio que será o piloto de Under the Dome (13).

Mas claro que nada para por aqui. Ainda há na fila de espera muitas outras séries só aguardando a sua chance de entrar nessa lista: Californication, Band of Brothers, Hannibal, The Americans, Then & Us, Betrayal, Almost Human, Arrow, Teen Wolf, Bates Motel e a última sensação do momento Breaking Bad.

Que venham os próximos mil episódios!

Quer acompanhar essa doidera ao vivo? Acompanhe o Twitter deste que vos escreve: http://twitter.com/Konshal

 





Círculo de Fogo encerrando a atual temporada de blockbusters

13 07 2013

Guillermo del Toro (de O Labirinto do Fauno e Hellboy) é o diretor responsável por finalizar a temporada 2013 de blockbusters no cinema, que compreende os meses de maio, junho e julho, período que marca a proximidade das férias de verão para os nossos amigos no hemisfério norte, do Canadá e EUA até a Europa.

Diversas animações foram reservadas para essa época:  já vieram as continuações Universidade Monstros pela Disney/Pixar, e Meu Malvado Favorito 2 pela Universal (que também desbancou O Cavaleiro Solitário com Johnny Depp da liderança das bilheterias americanas na sua estreia). Há ainda a estreia programada de Turbo da DreamWorks Animation para esse período. Na categoria de filmes de heróis, Homem de Ferro 3, O Homem de Aço e Wolverine – Imortal também desembarcam(ram) nesse período. Já a produção de del Toro compete juntamente com os pós-apocalípticos Depois da Terra (com Will Smith e sua prole) e Guerra Mundial Z (com Brad Pitt).

Apesar de estrear por aqui no início de agosto (dia 09 para ser mais específico), Círculo de Fogo faz parte do grupo formado pelos blockbusters já citados. E ao contrário destes, não há nenhuma grande estrela no elenco, que conta com muitos rostos oriundos de séries televisivas para mostrar a batalha entre monstros alienígenas e robôs gigantes.

E muito antes da estreia já há comentários rondando a web e as redes sociais sobre as semelhanças desse filme com o animê/mangá Evangelion, sem mencionar o fato de que robôs gigantes já foram utilizados na narrativa de Gigantes de Aço ano passado.

Enquanto Círculo de Fogo não estreia por aqui, confira o trailer logo abaixo e mate ansiedade conferindo os outros blockbusters em cartaz nos cinemas brasileiros. Opção é o que não falta!

 





Movimento: #DubladoSemOpçãoNão!

6 02 2012

O Universo E! incentiva e apoia o movimento #DubladoSemOpçãoNão, criado pelo Sociedade dos Blogs de Séries. O texto abaixo foi postado originalmente no site Ligado em Série, onde você poderá conferir a sua versão na íntegra!

Campanha da Sociedade dos Blogs de Séries em prol do direito de escolha pelo assinante de TV por assinatura no Brasil.

Questão de Escolha

Quando você compra ou aluga um DVD ou Blu-ray, é possível escolher se vai assistir ao conteúdo com áudio original e legendas ou dublado em português. É um recurso simples, democrático, acessível e independente da preferência pessoal do espectador. Infelizmente, o mesmo não ocorre na TV por assinatura brasileira. Desde 2007, diversos canais fechados passaram a investir em conteúdo dublado (ignorando a parcela de assinantes com deficiência auditiva, diga-se), sobrepondo-o em cima do original legendado, muitas vezes da noite para o dia e sem conferir a opção de escolha. Poucos hoje oferecem legendas e a tendência por oferecer o áudio dublado por padrão hoje é dominante. Pautados em pesquisas de mercado como esta do Instituto DataFolha, que indicam a preferência pela dublagem por uma relativa maioria (afinal, pouquíssimos são consultados), canais de TV investem na imposição da dublagem de atrações que costumavam ser exibidas com áudio original e legendas. Você, consumidor, foi consultado pela sua operadora sobre essas mudanças?

Questão Técnica

Assim como ocorre no exemplo do DVD ou Blu-ray, a maioria das operadoras de TV por assinatura estão tecnicamente preparadas para oferecer todas as opções para o assinante, seja para aquele que prefere assistir filmes e séries com áudio original e legendas, ou para os que preferem dublado. “Tecnicamente disponibilizamos isso para todos, basta o programador mandar. Se os canais nos mandam a legenda e dois áudios, estamos prontos para oferecer as opções em 100% dos canais”, declarou o gerente de marketing da NET, Alessando Maluf, em entrevista ao Jornal do Comércio. Isso tanto é verdade que canais dos grupos Tele Cine e HBO, por exemplo, já disponibilizam todas as faixas para seus assinantes, que precisa apenas selecioná-los no controle remoto. Mas por que esse, então, não é o padrão?

Questão Financeira

Nem todos os canais estão dispostos a incorrer nos custos necessários para a implantação desta tecnologia. Alexandre Annenberg, presidente-executivo da ABTA disse que “isso envolve custos adicionais que não são triviais, pois passa a ocupar faixas diferentes da capacidade de transmissão. Se você simultaneamente estiver transmitindo dois filmes, um dublado e um legendado, ocupa um espaço que tem um custo, obviamente”. Ele ainda complementa que “Na medida em que a TV por assinatura recentemente começou a receber uma marcha significativa de assinantes de classe C, percebemos que isso passou a ser uma exigência dessa classe que se sente, digamos assim, mais confortável com programação dublada. A partir daí, para atender a esse contingente expressivo, nós passamos a investir também na dublagem de filmes e séries”. Vergonhoso com o assinante e com o consumidor.

É curioso notar, contudo, que de acordo com dados da Anatel, a TV por assinatura no Brasil teve um crescimento estrondoso, de mais de 30%, com uma base superior a 12 milhões de assinaturas. Ora, tamanho crescimento reflete diretamente no faturamento de canais e empresas, razão pela qual o argumento “falta dinheiro” é absolutamente refutável. Falta interesse e, principalmente, respeito com você assinante que paga caro para ter um produto incompleto e discriminatório. Por isso, o Ligado em Série, alinhado com a Sociedade dos Blogs de Séries inicia aqui o movimento “DUBLADO SEM OPÇÃO, NÃO!”, pelo nosso direito de escolha de áudio original e legendas ou dublagem na TV paga.

O Que Fazer?

Nesta campanha, organizamos uma Petição Pública para ser assinada por todos aqueles que querem ter a prerrogativa de escolha na hora de assistir TV. As assinaturas serão coletadas pelos organizadores do movimento, impressas e encaminhadas anexadas a ofícios impressos dirigidos às principais operadoras de TV, aos canais infratores e à ABTA – Associação Brasileira de TV por Assinatura, que representa o lobby dos principais canais.

Mas você também pode se fazer ouvir. Mandem mensagens no Facebook, twittem e exijam que a opção de áudio seja disponibilizada a todos! Siga também os perfis dos blogs parceiros, que organizarão manifestações online à favor do direito de escolha! Nós não vamos cansar até modificar este panorama! Ajude, compartilhe a petição e faça-se ouvir!





Dica para lista de presentes

28 11 2010

Se é um cinéfilo de carteirinha, e por extensão, um bom colecionador de DVDs, prepare-se para abrilhantar sua coleção com os lançamentos de fim de ano das distribuidoras aqui no Brasil.

E com tantas boas opções, o investimento promete ser grande e abocanhar uma parte do seu 13º salário..

1ª SUGESTÃO – Este é um sonho de consumo antigo de cinéfilos brasileiros e fãs da trilogia de J. R. R. Tolkien, que finalmente se concretizou esse ano: a edição luxo de colecionador da trilogia O Senhor dos Anéis, de Peter Jackson. Um super box com nada mais, nada menos do que 12 DVDs, contendo além dos extras, todas as versões estendidas dos filmes: A Sociedade do Anel, As Duas Torres e O Retorno do Rei.

Mais informações clique aqui.

2ª SUGESTÃO – Uma edição super especial de um dos maiores fenômenos de bilheteria do cinema mundial. A edição de colecionador lançado esse mês pela FOX traz a versão estendida de quase três horas de Avatar.

O especial pode ser encontrado em duas versões: com três DVDs e um BD (blue disc ou blu-ray) ou com somente três BDs.

Uma capa de fundo preto contendo no centro uma mão avatar é a envoltura para a embalagem do DVD cuja capa não contem o título do filme. Apenas uma imagem do corpo extraterreno de Jake Sully. A contracapa contem a mensagem: “OEL NGATI KAMELE”, traduzindo: continue a viagem.

Uma Mensagem de Pandora’, ‘Acesso Direto a Cenas Novas/Adicionais’, ‘Cenas Excluídas Inéditas’ e ‘Capturando Avatar’ são os bônus incluídos nessa edição estendida de colecionador.

3ª SUGESTÃO – A próxima sugestão tem lançamento previsto para o dia 09 de dezembro. Trata-se de mais um sucesso assinado por Christopher Nolan que chegou aos cinemas em agosto desse ano: A Origem.

Até aqui o melhor filme do ano, A Origem traz no elenco nomes como Joseph Gordon-Levitt, Leonardo DiCaprio, Ellen Page e Ken Watanabe. E deve ser um item imprescindível no acervo de qualquer colecionador.

As duas últimas sugestões a seguir são os itens mais recentes da minha coleção:

4ª SUGESTÃO – Apesar de todo o temor do cancelamento (injusto, se ocorrer) que cerca a série Fringe, não dá para deixar de fora o box que traz a segunda temporada completa da produção de J. J. Abrams.

Com um primeiro episódio intrigante, a segunda temporada termina levando seus espectadores para um outro universo. E entre aquele e este episódio, o segundo ano de Fringe traz ainda mais episódios fantásticos.

5ª SUGESTÃO – E para finalizar, mais um box de série. Já lançado há algum tempo, foi efetivamente adquirido a segunda temporada da trama vampiresca Crepús…, ops, True Blood. Esqueça Stephenie Meyer!

Retorne a cidade de Bon Temps na companhia de Sookie Stackhouse e Bill Compton.





Anunciada renovação de Fringe

7 03 2010

Incertezas. Tensão. Medo. Esses foram os sentimentos que acometeram os fãs da série Fringe em todo o mundo. A trama investigativa de J. J. Abrams teve uma boa temporada de estreia, mas os resultados medianos de seu segundo ano levaram Fringe ao limbo das séries que poderiam vir a ser canceladas.

Mas a espera enfim acabou. De acordo com site Entertainment Weekly, o canal FOX, que transmite a atração em solo americano, anunciou a renovação de Fringe para uma terceira temporada.

Atualmente, a 2ª temporada teve uma pausa em sua exibição nos EUA. Os episódios inéditos voltam a ser transmitidos no dia 1º de abril.





COBERTURA COMPLETA Globo de Ouro 2010

17 01 2010

Estão todos prontos? Tapete vermelho estendido? Holofotes em potência máxima?

Daqui há poucos segundos inicia-se um dos eventos americanos mais esperados do ano:  a 67ª edição do Globo de Ouro premiará as melhores produções e as melhores interpretações do cinema e da televisão dos EUA.

E todos os detalhes você confere em nossa cobertura especial do Globo de Ouro 2010.

ATENÇÃO: Os eventos mais recentes serão escritos de cima para baixo.

– MERECEDÍSSIMO!!!! Avatar sai como o grande vencedor da noite, faturando os prêmios de melhor direção e melhor diretor com James Cameron.

-  MELHOR FILME DE DRAMA: Avatar, Guerra ao Terror, Bastardos Inglórios, Precious, Amor sem Escalas. Categoria reservada para a apresentação de Julia Roberts. Favoritos: Avatar, Bastardos Inglórios e Guerra ao Terror. Precious, corre por fora, mais ainda tem chance. Na minha opinião, Amor sem Escalas sem chances.

– Restam-nos agora apenas uma categoria. A mais aguardada: melhor filme drama dramático.

– MELHOR ATOR DRAMÁTICO apresentado agora por Kate Winslet. O Globo de Ouro vai para Jeff Bridges (Crazy Hearth). Aplaudido longamente e por uma platéia toda em pé!

– MELHOR ATOR COMÉDIA/MUSICAL: Matt Damon, Robert Downey Jr, Joseph Gordon Levitt, Daniel Day Lewis e Michael Stuhlbarg. Aqui está uma das grandes supresas da noite. Jamais imaginei que Robert Downey Jr levaria esse prêmio por Sherlock Holmes.

– Mickey Rourke, já visto em O Lutador e em beve, em Homem de Ferro 2 apresenta MELHOR ATRIZ DRAMÁTICA para Sandra Bullock em The Blind Side.

– Agora é a vez do governador da Califórnia, Arnold você-sabe-quem (esse mesmo, o Exterminador do Futuro) fazer a prévia, o teaser, de Avatar.

– A apresentadora da vez é Wheese Whiterspoon. Categoria: MELHOR FILME COMÉDIA/MUSICAL:

  • (500) Dias com Ela
  • Se Beber não Case
  • Simplesmente Complicado
  • Julie e Julia
  • Nine – O Musical

O grande vencedor: Se Beber Não Case. Parabéns. Um filme que passou no cinema sem fazer muito barulho e agora recebe seu Globo de Ouro.

– Kiefer Sutherland de 24 Horas aparesenta a categoria de MELHOR SÉRIE (COMÉDIA/MUSICAL): As grandes favoritas do público se confrontam aqui. A vencedora é Glee. Que agradou incrivelmente o público americano. E logo em sua primeira temporada desbanca os queridinhos da categoria como The Office e 30 Rock.

– Mel Gibson presente no palco do Globo de Ouro. MELHOR DIREÇÃO – Grandes nomes concorrem. Mas o único a levar o Globo para casa é James Cameron por Avatar.

– Guerra ao Terror e o seu teaser são exibidos na cerimônia.

– “FILMES SÃO MARCAS DE UMA ÉPOCA. PRECISAMOS MANTE-LOS VIVOS”, Martin Scorsese.

– Agora é a vez de Leonardo DiCaprio e a cerimônia homenagear Martin Scorsese. Um ícone na produção de filmes da atualidade. Recortes de seus longas são exibidos no momento.

– MELHOR ATOR COADJUVANTE: categoria apresentada por Hale Berry. E o favoritismo para Bastardos Inglórios confirmado. Christopher Waltz garante o seu prêmio e os pontos para quem apostou nele em bolões.

– MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE OU PRODUÇÃO PARA TV (MINI-SÉRIE/FILME): Chloe Sevigny garante o seu Globo de Ouro para a produção Big Love da HBO.

– As crepusculetes vão a loucura. Taylor Lautner sobe no palco do teatro de Beverly Hills. (500) Dias com Ela ganha a sua prévia.

– O ator principal de Chuck sobe ao palco para apresentar a MELHOR SÉRIE DRAMÁTICA: Big Love, Dexter, House, Mad Men ou True Blood? O Globo de Ouro está reservado para Mad Men. O favorito da maioria da platéia.

– MELHOR FILME ESTRANGEIRO

  • Baaria, Giuseppe Tomatore ( )
  • A Fita Branca, Michael Haneke ( )
  • The Maid, Sebastián Silva ( )
  • Abraços Partidos, Pedro Almodóvar ( )
  • A Prophet, Jacques Audiard ( )

E o Globo de Ouro vai para o longa alemão A Fita Branca.

– Bastardos Inglórios. O filme de Quentin Tarantino ganha também sua pequena propaganda na categoria MELHOR FILME DRAMA.

– Agora a vez de premiar MELHOR ATOR EM SÉRIE CÔMICA/MUSICAL: sem novidades. Alec Baldwin, por 30 Rock.

– Chegou a hora de conferirmos que filme leva o Globo de Ouro de MELHOR ROTEIRO: Gerard Bulter e Jeniifer Aniston anunciam o prêmio para Amor sem Escalas.

– Vamos para uma prévia da categoria principal MELHOR FILME COMÉDIA/MUSICAL: Simplesmente Complicado.

– Ele continua para apresentar agora o prêmio de MELHOR ATRIZ PARA PRODUÇÃO DE TV. A vez de Grey Gardens levar o segundo Globo de Ouro para casa com a atuação de Drew Barrymore.

– Sam Worthigton de Avatar, apresenta a categoria de MELHOR ATOR PARA PRODUÇÃO DE TV. Kevin Bacon sai como o grande vencedor por Taking Chance.

– Prévia de mais um indicado a MELHOR FILME DRAMÁTICO – Precious, que já ganhou um Globo de Ouro na categoria de melhor atriz coadjuvante.

– PAUSA PRA UM COMERCIAL: Universo E!Nigma. Quer concorrer a uma edição do best-seller de Dan Brown, ‘O Código da Vinci’? Não deixe de participar desse primeiro concurso cultural Universo E!Nigma.

Logo após a cobertura completa da 67ª edição de Globo de Ouro, você saberá como concorrer a esse super prêmio.

– Ela pode. Com discurso longo, e tendo a devida atenção de todos, Meryl Streep não é em nenhum momento interrompida.

– Sai uma estrela e entra outra. Tom Hanks dá lugar a Colin Farrel. MELHOR ATRIZ COMÉDIA/MUSICAL: Marion Cotillard (Nine – O Musical), Sandra Bullock (A Proposta), , Meryl Streep (Julie e Julia), Julia Roberts (Duplicidade) e Meryl Streep (Simplesmente Complicado) de novo. Concorrendo duas vezes, não deu jeito. Meryl Streep por Julie e Julia.

– Tom Hanks agora no palco do Globo de Ouro. Sua missão, apresentar mais um indicado a melhor filme comédia/musical: Julie e Julia.

– MELHOR PRODUÇÃO PARA TV (MINI-SÉRIE/FILME): Categoria pouco conhecida em terras brasileiras. Georgia O’Keeffe, Grey Gardens, Little Dorrit, Taking Chance e Into the Storm são os indicados. O vencedor é Grey Gardens.

– Primeira vez que vejo Michael Giacchino assim, ao vivo e a cores. O brilhante talento por trás da trilha sonora de Lost aparenta ser incrivelmente novo. Sempre o imaginei como um homem de mais idade.

– Up, O Desinformante, Avatar, A Single Man e Onde Vivem os Monstros concorrem na categoria MELHOR TRILHA SONORA. O ganhador é Michael Giacchino pela trilha sonora de Up- Altas Aventuras. Dois Globos de Ouro para essa animação da Dinsey/Pixar.

– Grandes estrelas do mundo da música. Cher e Christina Aguilera apresenta a categoria de MELHOR CANÇÃO ORIGINAL. Nine, Avatar, Crazy Heart, Brothers e Everybody’s Fine concorrem. Globo de Ouro para Crazy Heart com The Weary Kind.

– Uma pequena apreciação de Amor sem Escalas. Concorrendo em MELHOR FILME DRAMÁTICO.

– Trailer de Extraordinaries Treasures. Com a bela Keri Russel da antiga série Felicity, que estreia essa semana nos EUA.

– Mais um comercial. E que felicidade. Finalmente o grande trabalho realizado por Michael C. Hall reconhecido. Tantas vezes indicado, e mais vezes ainda saindo dos eventos de mão abanando. Injustamente! Que alívio. Um momento extremamente gratificante.

– Agora é a vez das mulheres. Prêmio de melhor atriz em série dramática. O Globo de Ouro dessa categoria vai para Julianna Margulies por The Good Wife.

– E A NOITE ESTÁ GANHA!!!!!! Depois de quatro temporadas, Michael C. Hall finalmente ganha este merecidíssimo prêmio e reconhecimento por sua brilhante interpretação.

– MELHOR ATOR EM SÉRIE DRAMÁTICA: Onde o nosso querido Michael C. Hall concorre. Junto com Hugh Laurie de House.

– MELHOR FILME (COMÉDIA/MUSICAL): um pequeno trailer de Nine – O Musical. Como categoria principal, pequenos trailers dos indicados serão exibidos ao longo do show.

– E no comercial televisivo, o trailer de O Lobisomem, com lançamento nos EUA em 12 de fevereiro.

– Se o discurso é muito longo começa a soar uma musiquinha de fundo, lembrando ao ‘palestrante’ que seu tempo está se esgotando!

– MELHOR ANIMAÇÃO: Alguma dúvida sobre Up? Princesa e o Sapo, Coraline e O Fantástico Senhor Raposo também concorre! Up- Altas Aventuras saem como grande vencedor!!!

– Um agradecimento muito especial a “um grande ator, um grande homem”, nas palavras do vencedor, se referindo a Michael C. Hall, com um lenço preto na cabeça. Michael, como já disse antes, está na luta contra um câncer absolutamente curável.

– Sheldon de The Big Bang Theory apresenta agora a categoria de melhor ator coadjuvante em série ou produção de TV. Nessa categoria pesos pesados: Michael Emerson (Lost) e o favorito John Lithgow, Dexter. Premiado: um Globo de Ouro para a série Dexter. John vai o palco sob a música tema instrumental de Dexter.

– MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DE TV (COMÉDIA/MUSICAL): Toni Collete, de United States of Tara.

– MELHOR ATRIZ: O Globo de Ouro dessa categoria vai para Mo-Nique de Precious, ainda inédito nos cinemas brasileiros.

– Uma pequena pausa agora. A festa vai começar, mas antes vamos preparar o lanche para acompanhar esta noite de muitos Globos de Ouro.

– Menos de dez minutos para o início da premiação. Os repórteres começam a se despedir, pois a festa começará lá dentro

– James Cameron chegando agora a premiação. O criador do fenômeno Avatar concorre a melhor direção. Uma pequena explicação sobre duas novas câmeras que sua equipe criou especialmente para essa produção.

– Sigourney Weaver. Brilhante pesquisadora em Avatar agora no tapete vermelho. Excelente atriz.

Amor sem Escalas, concorre entre outras categorias, na de melhor atriz coadjuvante com Anna Kendrick. Que já passou agora pouco pelo tapete vermelho.

– Vinte minutos agora para o início da premiação da 67ª edição do Globou de Ouro.

– Gabourei Sadibe por Precious, concorre como melhor atriz dramática. E enfrenta agora as repórteres da NBC. E uma delas revela que Gabe, assim mesmo, na intimidade, revela sua torcida: “Vai lá Gabi. Ganhe esse Globo de Ouro! Você merece!”.

– Não dá para notar pela transmissão, mas parece que chove por lá. Afinal que chega para dar entrevista, a seguinte afirmação se repete: “Você sobreviveu a chuva!”. Comentários sobre guarda-chuva também se repetem.

– Retrospectiva dos ganhadores em seu agradecimentos regados as muitas lágrimas. 

– Leona Lewis falando agora sobre a sua interpretação da linda ‘I See You’, música tema de Avatar. Concorrendo como melhor canção. No meio da conversa, James Horner, o compositor do filme de James Cameron.

– Agora, as três apresentadoras começam a jogar papo para o ar. O assunto em questão são os indicados a melhor ator nas categorias de cinema: Robet Downey Jr, Joseph Gordon Levitt, Morgan Freeman, Matt Damon…

– Tina Fey. Grande estrela de 30 Rock chegando para a premiação do Globo de Ouro 2010.

– Big Love estrelando novamente o tapete vermeho. Chlöe Sevigny concorrendo como melhor atriz coadjuvante em produção de TV é o alvo das entrevistadoras agora. Seu exótico vestido chama a atenção!

– Bill Paxton. Ator principal de Big Love da HBO é o entrevistado de agora no tapete vermelho.

– O grande destaque desse Globo de Ouro, a série musical Glee, também se faz presente no tapete vermelho com dois integrantes de seu elenco.

– Joseph Gordon Levitt, concorrendo por melhor ator em filme comédia/musical também chegou. Uma indicação em uma categoria principal para (500) Dias com Ela.

– E as estrelas já começam a chegar. Gleen Close, agora, cocnorrendo como melhor atriz por Damages em série dramática para o canal NBC. Do mais, só encheção de linguiça com comentários sobre vestidos e por aí vai.





Globo de Ouro 2010

16 01 2010

Está chegando a hora. A primeira grande premiação do cinema e da TV norte-americanos de 2010 ocorre na noite desse domingo, dia 17.

E com cobertura completa do Universo E! – quem sobe no palco, quem venceu, quem chorou, quem perdeu… No palco, centenas de estrelas. E na frente de nossa telinha, você, caro leitor, acompanhando minuto-a-minuto, a grande festa da 67ª edição do Globo de Ouro.

Amanhã, a partir das 21h30min, aqui no Universo E!

E para esquentar os holofotes, aqui vai a lista completa dos indicados ao Globo de Ouro 2010:

MELHOR FILME DE DRAMA

  • Avatar
  • Guerra ao Terror
  • Bastardos Inglórios
  • Precious
  • Amor sem Escalas

MELHOR FILME DE COMÉDIA OU MUSICAL

  • (500) Dias com Ela
  • Se Beber não Case
  • Simplesmente Complicado
  • Julie e Julia
  • Nine – O Musical

MELHOR DIRETOR

  • Jason Rietman (Amor sem Escalas)
  • James Cameron (Avatar)
  • Quentin Tarantino (Bastardos Inglórios)
  • Kathryn Bigelow (Guerra ao Terror)
  • Clint Eastwood (Invictus)

MELHOR ATRIZ DRAMÁTICA

  • Sandra Bullock (The Blind Side)
  • Gabire Sadibe (Precious)
  • Carey Mulligan (Educação)
  • Hellen Mirren (The Last Station)
  • Emily Blunt (The Young Victoria)

MELHOR ATOR DRAMÁTICO

  • Tobey Maguire (Entre Irmãos)
  • Colin Firth (A Single Man)
  • Jeff Bridges (Crazy Hearth)
  • George Clooney (Amor sem Escalas)
  • Morgan Freeman (Invictus)

MELHOR ATRIZ EM COMÉDIA OU MUSICAL

  • Marion Cotillard (Nine – O Musical)
  • Sandra Bullock (A Proposta)
  • Meryl Streep (Julie e Julia)
  • Julia Roberts (Duplicidade)
  • Meryl Streep (Simplesmente Complicado)

MELHOR ATOR EM COMÉDIA OU MUSICAL

  • Joseph Gordon Levitt ( (500) Dias com Ela)
  • Michael Stuhlbarg (A Serious Man)
  • Daniel Day Lewis (Nine – O Musical)
  • Robert Downey Jr (Sherlock Holmes)
  • Matt Damon (O Desinformante)

MELHOR ATOR COADJUVANTE

  • Christopher Waltz (Bastardos Inglórios)
  • Matt damon (Invictus)
  • Woody Harrelson (The Messenger)
  • Stanley Tucci (Um Olhar do Paraíso)
  • Christopher Plummer (The Last Station)

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

  • Penelope Cruz (Nine – O Musical)
  • Julianne Moore (A Single Man)
  • Anna Kendrick (Amor sem Escalas)
  • Mo-Nique (Precious)
  • Vera Farmiga (Amor sem Escalas)

MELHOR ROTEIRO

  • Simplesmente Complicado, por Nancy Meyers
  • Distrito 9, por Neil Blomkamp e Terri Tatchell
  • Guerra ao Terror, por Mark Boal
  • Bastardos Inglórios, por Quentin Tarantino
  • Amor sem Escalas, por Jason Reitman e Sheldon Turner

MELHOR FILME ESTRANGEIRO

  • Baaria, Giuseppe Tomatore ( )
  • A Fita Branca, Michael Haneke ( )
  • The Maid, Sebastián Silva ( )
  • Abraços Partidos, Pedro Almodóvar ( )
  • A Prophet, Jacques Audiard ( )

MELHOR ANIMAÇÃO

  • Up – Altas Aventuras
  • Coraline
  • O Fantástico Sr Raposo
  • A Princesa e o Sapo
  • Está Chovendo Hambúrguer

MELHOR CANÇÃO

  • I See You (Avatar)
  • The Weary Kind (The Crazy Heart)
  • Winter (Brothers)
  • I Want to Come Home (Everybody’s Fine)
  • Cinema Italiano (Nine – O Musical)

MELHOR TRILHA SONORA

  • Onde Vivem os Monstros, por Karen O. e Carter Burnwell
  • Up – Altas Aventuras, por Michael Giacchino
  • Avatar, por James Horner
  • A Single Man, por Abel Krozeniowski
  • O Dseinformante, por Marvin Hamlisch

MELHOR SÉRIE DE TV (DRAMA):

  • Big Love – Amor Imenso
  • Dexter
  • House
  • Mad Men
  • True Blood

MELHOR SÉRIE DE TV (COMÉDIA OU MUSICAL):

  • Entourage
  • Glee
  • The Office
  • Modern Family
  • 30 Rock

MELHOR PRODUÇÃO (MINISSÉRIE OU FILME) PARA TV:

  • Georgia O’Keeffe
  • Grey Gardens
  • Little Dorrit
  • Taking Chance
  • Into the Storm

MELHOR ATOR EM PRODUÇÃO PARA TV:

  • Kevin Bacon, por Taking Chance
  • Kenneth Branagh, por Wallander
  • Brendan Gleeson, por Into the Storm
  • Jeremy Irons, por Georgia O’Keeffe
  • Chiwetel Ejiofor, por Endgame

MELHOR ATRIZ EM PRODUÇÃO PARA TV:

  • Joan Allen, por Georgia O’Keeffe
  • Drew Barrymore, por Grey Gardens
  • Jessica Lange, por Grey Gardens
  • Anna Paquin, por The Courageous Heart of Irena Sendler
  • Sigourney Weaver, por Prayers for Bobby

MELHOR ATOR EM SÉRIE DE TV (COMÉDIA OU MUSICAL):

  • Alec Baldwin, 30 Rock
  • Steve Carell, The Office
  • David Duchovny, Californication
  • Thomas Jane, Hung
  • Matthew Morrinson, Glee

MELHOR ATOR EM SÉRIE DE TV (DRAMA):

  • Simon Baker, The Mentalist
  • Michael C. Hall, Dexter
  • Jon Hamm, Mad Men
  • Hugh Laurie, House
  • Bill Paxton, Big Love

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DE TV (COMÉDIA OU MUSICAL):

  • Toni Collete, United States of Tara
  • Courteney Cox, Cougar Town
  • Edie Falco, Nurse Jackie
  • Tina Fey, 30 Rock
  • Lea Michele, Glee

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DE TV (DRAMA):

  • Gleen Close, Damages
  • January Jones, Mad Men
  • Julianna Margulies, The Good Wife
  • Anna Paquin, True Blood
  • Kyra Sedgwick, The Closer

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE OU PRODUÇÃO PARA TV:

  • Michael Emerson, Lost
  • Neil Patrick Harris, How I Met Your Mother
  • William Hurt, Damages
  • John Lithgow, Dexter
  • Jeremy Piven, Entourage

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE PARA SÉRIE OU PRODUÇÃO PARA TV:

  • Rose Byrne, Damages
  • Jane Adams, Hung
  • Jane Lynch, Glee
  • Janet McTeer, Into the Storm
  • Chlöe Sevigny, Big Love




O início do fim de Lost

7 10 2009

Fim de ano chegando. Início de 2010 se aproximando.

E o ano de 2010 provavelmente ficará marcado como o ano do fim de uma das melhores série já feitas nos últimos tempos. No próximo ano estreará a sexta e última temporada de Lost.

A grande maioria dos fãs agora ficam no aguardo de quando esse último ano será apresentado. A ABC, emissora que transmite o sucesso nos EUA ainda não revelou nenhum detalhe, apneas que o episódio final será transmitido em maio do ano que vem.

Se as notícias não vem dos EUA, boatos chegam da Europa. A emissora Sky 1, responsável pela transmissão de Lost no Reino Unido e reconhecida pelo pequeno intervalo de exibição de episódios da série em relação a transmissão americana, afirma que Lost retornará no início de fevereiro.

Conclusão: os indícios apontam para final de janeiro o início do sexto ano de Lost pela ABC.

Resta-nos aguardar mais informações pelos próximos e torturantes meses.





Kristin Kreuk: do Talon para Buy More

2 09 2009

A grande heroína de Smallville, Lana Lang, voltará para as telinhas dos seriados, mas não será para acelerar o coração do jovem Clark Kent.

A belíssima atriz Kristin Kreuk participará dessa vez de Chuck. A sua personagem, Hannah, conhecerá o nerd a bordo de um vôo para Paris, marcando assim o primeiro grande trabalho da atriz na TV depois de deixar os sets de filmagem de Smallville do canal The CW.

E provavelmente o clima irá esquentar: de acordo com uma fonte dos bastidores, o site Entertainment Weekly afirma que ela irá trabalhar na Buy More junto com Chuck e que “um nutrirá sentimentos pelo outro”.

Para fãs de Kristin e Chuck esse grande encontro só ocorrerá em março do ano que vem com a estréia da terceira temporada de Chuck, fugindo do calendário tradicional da temporada 2009/2010 das séries que inicia-se esse mês.








PALPITEIRO BRASILEIRO

Campeonato dos Palpiteiros - Temporada 2018

Blog do Renato Nalini

Ex-Secretário de Estado da Educação e Ex-Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo. Ex-Presidente e Imortal da Academia Paulista de Letras. Membro da Academia Brasileira de Educação. Atual Reitor da UniRegistral. Palestrante e conferencista. Professor Universitário. Autor de dezenas de Livros: “Ética da Magistratura”, “A Rebelião da Toga”, “Ética Ambiental”, entre outros títulos.

Abraccine - Associação Brasileira de Críticos de Cinema

Site com atividades e informações sobre a associação que reúne profissionais da crítica cinematográfica de todo o Brasil

Sinfonia Paulistana

um novo olhar

%d blogueiros gostam disto: