Cinema com velocidade

22 11 2010

Uma das coisas mais gratificantes que o cinema tem é sua capacidade de abordar qualquer tema, qualquer realidade, qualquer assunto.

Essa possibilidade de se adequar, de se transformar, se moldar a qualquer temática faz com que a Sétima Arte se reinvente e se remonte a todo instante e a toda hora, proporcionando novas emoções ao seu mais fiel espectador. Tudo cabe e se adapta a uma sala escura com uma telona branca.

Assim funcionou com o documentário Senna, que mostrou ao seu público o grande homem, a grande personalidade, o grande esportista que Ayrton Senna foi. Levou os fãs mais velhos do automobilismo a reviverem os grandes momentos proporcionados pela Fórmula 1 de meados da década de 80 e início da de 90 ou deu uma roupagem mais competitiva a principal categoria automotiva – para aqueles não iniciados em corridas de carro – que passa atualmente por momentos de escassa emoção.

Senna levou e uniu numa sala de cinema os assíduos cinéfilos aos espectadores casuais e fãs recentes ou nostálgicos do automobilismo. E emocionou a todos!





Um novo cinema brasileiro

16 05 2010

O cinema brasileiro vem se rejuvenescendo, a procura de novos caminhos, novas temáticas. O que nós, espectadores, somos extremamente gratos. Afinal, já não se aguenta mais filmes com o padrão Globo de televisão. Embora a Globo Filmes seja ainda um grande apoiador da produção cinematográfica brasileira, seja produzindo-a ou distribuindo-a pelo território nacional, nosso cinema não pode mais ser um capítulo estendido de uma telenovela.

Desde o mês passado, por exemplo, temos visto essa nova fase do cinema nacional. Começou com o ótimo As Melhores Coisas do Mundo, de Laís Bodanzky, quando nossas produções se distanciam da miséria, da pobreza, da violência ou da comédia digna de um sábado a noite que dominava nosso cinema.

O longa de Laís abre um novo caminho a ser percorrido por nossos cineastas, já que a temática juvenil (ou histórias protagonizadas por jovens e desconhecidos talentos) já embasa produções que terão suas estreias muito em breve nos cinemas. Se em ‘As Melhores…’ temos um quadro da juventude típica da metrópole, conectada e baladeira, poderemos conferir adolescente em um outro cenário, menos corriqueiro, mas ainda assim fascinante, pertencente às cidades do interior brasileiro, a ser visto em Antes que o Mundo Acabe que traz a história de jovens do interior do Rio Grande do Sul como podemos ver no trailer a seguir.

Além desses dois filmes, temos a adaptação literária de Jorge Amado, Capitães da Areia, que também traz mais produto nacional diversificado, que junto, traz, positivamente, mais renovação para o casting brasileiro.

O longa nos distancia do contemporâneo e, nos anos 50, constata mais uma das várias regionalizações brasileiras – agora a do Nordeste, mas precisamente Salvador. E mais uma vez, jovens atores encarregados de dar vida a um arco narrativo.

É o cinema nacional descobrindo novos filões, novos caminhos, novas formas de entreter. Afinal, a Sétima Arte abrange um leque infinito de variedades, e os filmes do Brasil não pode ficar marcado por apenas uma das dobras desse leque.





Cinema por uma orquestra

11 03 2010

Se vive em ou nas proximidades de Campinas e é apaixonado por cinema e suas trilhas sonoras tem um programa marcado para a próxima terça, dia 16, na cidade.

O Parque Dom Pedro Shopping através de programa Conexão Cultural traz a cidade a Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto sob a regência do maestro Cláudio Cruz.

A orquestra, que trará ao palco central do shopping as grandes músicas-temas do Cinema, realiza a abertura do oitavo ano do Conexão Cultural. A partir das 19:30 da próxima terça, você poderá conferir, ao vivo, através dos acordes de uma orquestra, múscas de E O Vento Levou, Cinema Paadiso, Cavaleiro Solitário, Sete Homens e um Destino, A Pantera Cor-de-Rosa e outros clássicos musicais da Sétima Arte.

image

Com muita música popular brasileira, dança, teatro, música erudita e musical infantil, o evento prevê ainda este ano as participações de Zeca Baleiro, a apresentação do Ballet Stagium e o musical infantil Pequeno Cidadão que conta com a participação de Arnaldo Antunes entre outros músicos e compositores.








PALPITEIRO BRASILEIRO

Campeonato dos Palpiteiros - Temporada 2019

Blog do Renato Nalini

Ex-Secretário de Estado da Educação e Ex-Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo. Atual Presidente e Imortal da Academia Paulista de Letras. Membro da Academia Brasileira de Educação. É o Reitor da UniRegistral. Palestrante e conferencista. Professor Universitário. Autor de dezenas de Livros: “Ética da Magistratura”, “A Rebelião da Toga”, “Ética Ambiental”, entre outros títulos.

Abraccine - Associação Brasileira de Críticos de Cinema

Site com atividades e informações sobre a associação que reúne profissionais da crítica cinematográfica de todo o Brasil

Sinfonia Paulistana

um novo olhar

%d blogueiros gostam disto: