1000 Episódios

5 10 2013

NOTA: O número entre parênteses após o título da produção refere-se ao número total de episódios para séries finalizadas/canceladas e o número de episódios exibidos até a data desta postagem para aquelas que ainda estão em exibição.

Ao som da trilha sonora de Jericho (e sua deliciosa vocação country), as 9 horas da manhã deste sábado, dia 05 de outubro de 2013, chego a uma marca importante para todo serie maníaco: alcançar a marcar de 1.000 episódios assistidos.

E muita coisa boa já passou por esse primeiro milhar: Lost, suas 7 temporadas com seus 122 episódios são um bom exemplo. Outras séries, no entanto, não tiveram a mesma sorte dessa e foram canceladas no meio do caminho sem um final: Alcatraz (13 episódios), Pushing Daisies (26) e The 4400 (44 episódios, embora esteja ainda na 2ª temporada da série). Rubicon (12) não conseguiu se estabelecer na minha playlist após o episódio piloto também não conseguiu emplacar e foi sumariamente cancelada logo na temporada de estreia. O mesmo destino que The Event (22) teve.

Lost, junto com Smallville, foram as séries de porta de entrada para o meu vício!

As séries britânicas também tiveram sua pequena (literalmente) participação nessa marca. Reconhecida por suas espaçosas e curtas temporadas: a excelente Survivors (12) e a empolgante releitura feita por Sherlock (6), ainda em exibição com suas microtemporadas de 3 episódios de uma hora e meia de duração e a única, entre todas as que assisto, que estou em dia! =P

Em relação aos reality-shows, dou preferência aos musicais, pois sempre me dão a chance de encontrar uma música perdida desse nosso mundão: tem American Idol (538), mesmo que tenha conferido apenas a sua 9ª temporada; The Voice Brasil (15), única produção brasileira que figura nessa lista e eu não seja um espectador assíduo e The Glee Project (21), que tinha o propósito de encontrar atores novatos para a tchran-ran-ran, Glee (90). O que me leva a confessar: sim, vergonhosamente, admito que a produção controversa de Ryan Murphy pertença a minha playlist. Fazer o quê? Bola pra frente…

Algumas produções vieram e desisti antes que terminassem, e não voltam tão cedo: Heroes (78) e Off the Map (13). Fracas é pouco para descrevê-las. Outras, não desisti, mas apenas dei uma pausa em suas ‘exibições’ por falta de tempo, mas pretendo retornar a assistir, seja num futuro próximo ou distante: Felicity (84), Cold Case (156), Smallville (217) e True Blood (70).

Em exibição e que valem a pena conferir por pura diversão, sem nenhum outro comprometimento ou elogios rasgados são: Hemlock Grove (13) da Netflix, Revolution (22) , The Big Bang Theory (139) e The Walking Dead (35). Claro que não podemos deixar passar em branco as séries clássicas, que todo fã de seriados TEM, DEVEM e NÃO PODEM deixar de assistir: que atualmente está com esse posto é The X-File (202).

Por último, reservei as minhas favoritas, as top’s das top’s, da qual sofro de amor incondicional e irrevogável: Fringe (100), Friday Night Lights (76) e Dexter (96). Todas as três já finalizadas, mas que ainda não acabei de assistir. Ainda tem a premiada Homeland (25) e as  cerejas do bolo: Treme (31) e The Big C (40).

Para comemorar, realizarei uma maratona pelas próximas dozes horas, vendo quinze episódios de 13 séries diferentes, que culminará no milésimo episódio que será o piloto de Under the Dome (13).

Mas claro que nada para por aqui. Ainda há na fila de espera muitas outras séries só aguardando a sua chance de entrar nessa lista: Californication, Band of Brothers, Hannibal, The Americans, Then & Us, Betrayal, Almost Human, Arrow, Teen Wolf, Bates Motel e a última sensação do momento Breaking Bad.

Que venham os próximos mil episódios!

Quer acompanhar essa doidera ao vivo? Acompanhe o Twitter deste que vos escreve: http://twitter.com/Konshal

 

Anúncios




O inflado elenco do novo X-Men

3 03 2013

O novo filme baseado nos heróis das HQ’s traz renomadas estrelas em seu elenco. X-Men: Dias de um Futuro Esquecido com estreia prevista para julho de 2014 tem uma lista quase infinita de astros e estrelas já escalados: Hugh Jackman (Wolverine e Os Miseráveis), Ian McKellen (trilogia O Senhor dos Anéis, O Hobbit: Uma Jornada Inesperada e O Código da Vinci), Jennifer Lawrence (musa de Jogos Vorazes e O Lado Bom da Vida), Michael Fassbender (Bastardos Inglórios e Prometheus), James McAvoy (O Procurado e Desejo e Reparação), Anna Paquin (Jane Eyre – Encontro com o Amor e da série True Blood), Peter Dinklage (Morte no Funeral e a série Game of Thrones), Halle Berry (A Viagem e a A Última Ceia), Ellen Page (A Origem e Juno), Nicholas Hoult (Fúria de Titãs e Meu Namorado é um Zumbi)…

Todos os citados estarão a bordo nessa nova aventuras dos justiceiros mutantes, agora tanto com os X-Men da trilogia original quanto daqueles jovens atores vistos no recente X-Men: Primeira Classe. O diretor responsável pela produção híbrida, Bryan Singer (Superman – O Retorno e do ainda inédito Jack – O Matador de Gigantes) já anunciou em seu perfil no Twitter que outro nome em evidência recentemente nos holofotes de Hollywood também participará dos inícios das filmagens previstas para o mês que vem: o ator francês Omar Sy presente no grande sucesso de seu país, Intocáveis.

Omar Sy, estrela do sucesso francês Intocáveis, estará presente no novo X-Men.

Omar Sy, estrela do sucesso francês Intocáveis, estará presente no novo X-Men.





ANÁLISE: Melancolia

19 04 2012

Imagens aparentemente sem nexo são exibidas em câmera lenta durante o início da projeção de Melancolia: um eclipse, um belo jardim, um rosto de mulher, todos acompanhados por uma imponente trilha sonora.

Por ser meu primeiro contato com a filmografia do diretor Lars von Trier (Dogville, Anticristo), os primeiros momentos da parte um do filme, focada em Justine (papel de Kirsten Dunst, da trilogia Homem-Aranha) revelou-se uma grata surpresa pelo bom humor do incidente da limusine.

O elegante carro estrada acima conduzia a trama para a festa de casamento de Justine com Michael (Alexander Skarsgard, da série True Blood e do inédito Battleship – Batalha dos Mares), que conta com a presença da excêntrica família de Justine. A anfitriã e irmã de Justine, Claire (Charlotte Gainsbourg, repetindo sua parceria com Lars von Trier após Anticristo), juntamente com o marido (Kiefer Sutherland, o eterno Jack Bauer de 24 Horas e do fraco Espelhos do Medo), empenham-se ao máximo em dar fluidez ao evento, embora os pais delas sempre encontrem formas de acabar com o clima harmonioso do ambiente. Resultado: uma festa completamente atípica que, inexplicavelmente, passa também a contar com a colaboração da noiva.

Por outro lado, é ao chegar ao local, que Justine se depara com uma estrela vermelha de brilho intenso, aparentemente sem importância. Inexplicavelmente, a noiva começa a destruir aos poucos a excelente vida que construíra até então: além de agir com completo desinteresse pela festa da qual é a personagem principal, ela perde seu recente marido, que tentou aqui de todas as formas contornar a situação de forma amigável e dirige-se ao seu patrão com várias ofensas, garantindo prontamente sua demissão da empresa.

Como personagem principal do segundo ato, Claire abriga agora a sua irmã, muito debilitada, em sua mansão de campo.  Além de ter que pedir ajuda da irmã por celular para pegar um táxi, Justine já não consegue mais tomar banho sozinha, precisa de ajuda para se alimentar e para se vestir.

Durante essa segunda parte que tomamos conhecimento do planeta Melancolia, a tal estrela vermelha vista durante a festa de casamento, que está fora de órbita e em rota de colisão com o sistema solar. Temerosa do que possa ocorrer, Claire é tranquilizada pelo marido, convicto de que a passagem de Melancolia próxima a Terra não seria nada além de um belo espetáculo astronômico, visto que o planeta já passara por Mercúrio e Vênus sem maiores problemas.

Uma câmera inquieta, nervosa, extremamente oscilante até mesmo em momentos mais calmos, traduz muito bem a ansiedade que a trama constrói muitíssimo bem através da aproximação de Melancolia e sua aparente influência no comportamento de Justine.

Melancolia chega num nível impressionante de tensão após a primeira grande passagem do planeta. Se antes o diretor já nos informara indiretamente sobre a fatal ‘dança da morte’, sabemos o quão falso é o alívio de Claire quando Melancolia se afasta da Terra. Contraditório nesse momento os pensamentos das duas irmãs, já que é justamente Justine quem sabe de antemão o derradeiro final que as aguardam, demonstrando maior lucidez quando deveria ser exatamente o contrário.

A engenhosidade de Lars von Trier é reconhecida pelo modo como prende o espectador na sua narração, por Melancolia abordar a magnitude desse evento numa escala extremamente diminuta, ignorando por completo as conseqüências para o resto da Humanidade.

E para encerrar triunfalmente o filme, contamos mais uma vez com a imponente (não há outro adjetivo para descrever a) trilha sonora, que cria uma aflição anormal até o choque definitivo entre os planetas. Só aí percebemos o quanto somos pequenos e insignificantes diante da imensidão do universo. Somos tão frágeis quanto uma cabana precária feita de troncos finos.

Assim, chegamos ao fim da humanidade, um estado de absoluta melancolia, na mais profunda escuridão e na mais enlouquecedora quietude.

NOTA: 5/5





Dica para lista de presentes

28 11 2010

Se é um cinéfilo de carteirinha, e por extensão, um bom colecionador de DVDs, prepare-se para abrilhantar sua coleção com os lançamentos de fim de ano das distribuidoras aqui no Brasil.

E com tantas boas opções, o investimento promete ser grande e abocanhar uma parte do seu 13º salário..

1ª SUGESTÃO – Este é um sonho de consumo antigo de cinéfilos brasileiros e fãs da trilogia de J. R. R. Tolkien, que finalmente se concretizou esse ano: a edição luxo de colecionador da trilogia O Senhor dos Anéis, de Peter Jackson. Um super box com nada mais, nada menos do que 12 DVDs, contendo além dos extras, todas as versões estendidas dos filmes: A Sociedade do Anel, As Duas Torres e O Retorno do Rei.

Mais informações clique aqui.

2ª SUGESTÃO – Uma edição super especial de um dos maiores fenômenos de bilheteria do cinema mundial. A edição de colecionador lançado esse mês pela FOX traz a versão estendida de quase três horas de Avatar.

O especial pode ser encontrado em duas versões: com três DVDs e um BD (blue disc ou blu-ray) ou com somente três BDs.

Uma capa de fundo preto contendo no centro uma mão avatar é a envoltura para a embalagem do DVD cuja capa não contem o título do filme. Apenas uma imagem do corpo extraterreno de Jake Sully. A contracapa contem a mensagem: “OEL NGATI KAMELE”, traduzindo: continue a viagem.

Uma Mensagem de Pandora’, ‘Acesso Direto a Cenas Novas/Adicionais’, ‘Cenas Excluídas Inéditas’ e ‘Capturando Avatar’ são os bônus incluídos nessa edição estendida de colecionador.

3ª SUGESTÃO – A próxima sugestão tem lançamento previsto para o dia 09 de dezembro. Trata-se de mais um sucesso assinado por Christopher Nolan que chegou aos cinemas em agosto desse ano: A Origem.

Até aqui o melhor filme do ano, A Origem traz no elenco nomes como Joseph Gordon-Levitt, Leonardo DiCaprio, Ellen Page e Ken Watanabe. E deve ser um item imprescindível no acervo de qualquer colecionador.

As duas últimas sugestões a seguir são os itens mais recentes da minha coleção:

4ª SUGESTÃO – Apesar de todo o temor do cancelamento (injusto, se ocorrer) que cerca a série Fringe, não dá para deixar de fora o box que traz a segunda temporada completa da produção de J. J. Abrams.

Com um primeiro episódio intrigante, a segunda temporada termina levando seus espectadores para um outro universo. E entre aquele e este episódio, o segundo ano de Fringe traz ainda mais episódios fantásticos.

5ª SUGESTÃO – E para finalizar, mais um box de série. Já lançado há algum tempo, foi efetivamente adquirido a segunda temporada da trama vampiresca Crepús…, ops, True Blood. Esqueça Stephenie Meyer!

Retorne a cidade de Bon Temps na companhia de Sookie Stackhouse e Bill Compton.





Conheça a seção ‘Impressão Digital’

27 09 2010

Você ainda não conhece a recém-lançada página do Universo E! ?

A Impressão Digital é a nova área do Universo E! repleta de comentários, reviews de tudo o que a televisão norte-americana produz ou já produziu. É aqui que será feita nosso cobertura sobre o mundo dos seriados.

Por exemplo, lá você encontra os comentários parciais da 1ª temporada de True Blood.

E o comentário fresquinho sobre o episódio piloto de The Event, que estreou semana passada nos EUA.

E comentários específicos e mais detalhistas sobre os seriados você encontrará por lá!

Não perca tempo! Clique, leia e comente! Participe!





62º Primetime Emmy Awards

29 08 2010

(AS POSTAGENS MAIS RECENTES SEGUIRÃO A ORDEM DE CIMA PARA BAIXO)

– Está aí, mais uma premiação com cobertua completa do Universo E! . Mais análises das vitórias durante essa semana. Nos vemos no próximo evento e, diariamente, em nossos posts por aqui!

MELHOR SÉRIE DE COMÉDIA30 Rock, Curb your Enthusiasm, Glee, Modern Family, Nursie Jackie e The Office eram os indicados. Modern Family foi a grande vencedora.

MELHOR SÉRIE DRAMÁTICA – Indicados: Breaking Bad, Dexter, The Good Wife, True Blood, Mad Men e Lost. Vencedor:  Mad Men.

– Vamos agora para o que mais importa para nós brasileiros – as melhres séries da temporada (comédia e drama).

MELHOR FILME PARA TVTemple Grandin. Cujo produtores recebem o prêmio muito emocionados.

MELHOR MINISSÉRIEThe Pacific.

IN MEMORIAN: Fess Parker, jimmy Dean, Roy Disney, Jean Simmons, Peter Graves, Patricia Neal, Gary Coleman, Lna Hornes, Dennis Hopper…

– Os dois prêmios de coadjuvantes nessa categoria foram para uma mesma produção: Temple Grandin.

MELHOR ATOR COADJUVANTE PARA MINISSÉRIE OU FILME PARA TV – David Stratharin.

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE PARA MINISSÉRIE OU FILME PARA TV – Julie Ormand. Primeira nomeação e primeira vitória!

– A premiação se dirige para os indicados nas categorias de minissérie e filmes para TV.

– O Emmy premia e reconhece George Clooney pelo trabalho humanitário realizado por Bob Hope. Ao ser apresentado, o ator é aplaudido de pé pelo público.

– Em breve o elenco de True Blood estará no palco do 62º Primetime Emmy Awards.

MELHOR SHOW DE VARIEDADES – Vence The Daily Show with Jon Stewart.

MELHOR DIREÇÃO PARA SHOWS DE VARIEDADES – Bucky Gunts vence pelo trabalho realizado na abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno em Vancouver.

– Rick Gervais, o arroz de festa, agora no Emmy.

– No próximo bloco, tributo aos profissionais da televisão que nos deixaram como o ator de Arnold.

MELHOR ROTEIRO PARA SHOW DE VARIEDADESAnnual Tony Awards. Concorriam também o Oscar, Bill Maher, The Kennedy Center Honors, Wanda Sykes.

– Shows de variedades. Programas, aberturas de eventos (Jogos Olímpicos e Copa do Mundo) entram nessa categoria.

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DRAMÁTICA – Kyra Sedgwick ganha o seu primeiro Emmy pelo seu trabalho em The Closer.

– Tina Fey e Matthew Morrison aguardam nos bastidores, enquanto a premiação está no intervalo.

– PARÓDIA: Um tributo musical à séries que nos deixaram: 24 horas, Law & Order, Lost.

MELHOR DIREÇÃO SÉRIE DRAMÁTICADexter

MELHOR ATRIZ CONVIDADA EM SÉRIE DRAMÁTICA

MELHOR ATOR CONVIDADO EM SÉRIE DRAMÁTICA – John Lithgow (Dexter)

– No próximo bloco teremos uma apresentação das músicas das séries que deixaram saudades em seus fãs.

MELHOR ATOR EM SÉRIE DRAMÁTICA: Apresentado por Edie Falco, Bryan Cranston de Breaking Bad desbanca Michael C. Hall (Dexter), Matthew Fox (Lost) e Hugh Laurie (House).

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE DRAMÁTICA: The Good Wife consegue o seu primeiro prêmio na noite com Archia Panjabi.

– Trailer de Wall Street – Money Never Sleeps com Michael Douglas e Shia LaBeouf, o carinha de Transformers e Paranoia.

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE DRAMÁTICA – Aaron Paul por Breaking Bad

MELHOR ROTEIRO DE SÉRIE DRAMÁTICAMad Men.

– Chegou a vez das séries dramáticas e o que elas nos apresentaram essa temporada: Grey’s Anatomy, a trilogia de CSI, Dexter, Law & Order e adjacência, Criminal Minds, Mad Men, House, Friday Night Lights, The Good Wife, True Blood, NCIS, 24 Horas, Damages, Breaking Bad. E não podia deixar de se encerrar essa retrospectiva com Lost.

The Event – a grande aposta da NBC para essa aposta também ganha seus trailers.

– Nos intervalos são constantes as propagandas de Amazon Kindle e IPad (sonho de consumo). Aparece bastante também as chamadas para a volta do programa da Oprah Winfrey.

MELHOR REALITY SHOW: a linda (e morena!) Keri Russel, a eterna Felicity, dá a vitória ao programa Top Chef.

– O melhor da temporada em reality shows agora!

MELHOR ATRIZ EM SÉRIE DE COMÉDIA – Neil Patrick Harris anuncia a vencedora: Edie Falco por Nursie Jackie.

MELHOR ATOR EM SÉRIE DE COMÉDIA – Finalmente o Emmy faz justiça. Jim Parsons abocanha a categoria por Sheldon de The Big Bang Theory.

– Eva Longoria sobe ao palco para apresentar MELHOR ATOR EM SÉRIE DE COMÉDIA

– Novas tecnologias para TV (como 3d) são apresentadas em esquetes envolvendo várias produções cômicas.

MELHOR DIREÇÃO EM SÉRIE DE COMÉDIA – Ryan Murphy (Glee)

MELHOR ATOR CONVIDADO EM COMÉDIA – Neil Patrick Harris (Glee)

MELHOR ATRIZ CONVIDADA EM COMÉDIA – breve

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE EM COMÉDIA – Jane Lynch, leva a merecida estatueta. A primeira vitória de Glee essa noite.

MELHOR ATOR COADJUVANTE EM COMÉDIA: Eric Stonestreet, Modern Family

– Em seguida vemos um resumo da temporada 2009/2010 nas comédias.

– No número inicial particpação do Hurley de Lost e do jurado Randy Jackson do American Idol.

– Emmy embarca no sucesso de Glee: a abertura começa com um estilo musical característico da série.

– Casal de True Blood (na ficção e na vida real) também passam pelo tapete vermelho: os recém-casados Stephen Moyer e Anna Paquinn.

– No tapete vermelho de tem Lea Michele de Glee. Mas muitos outros artistas vão passar por ali! A propósito, a estrela da série musical está fazendo hoje, no dia da premiação (29/08) 24 aninhos de vida!

– Ajustando a casa, pois já já começa nossa cobertura da maior pemiação da TV norte-americana! Aproveite e junte-se a nós para torcer pela sua série favorita!





Coincidências… #2

23 08 2010

CENA 01

NO saguão de uma premiação:

SENHORA – O Coronel ficaria tão orgulhoso. (Olhando para o casal) Agora que eu tenho a receita, aquele doce homem-rosquinha e eu abriremos nosso negócio: "rosquinhas fritas nos dedos".

ELE – Parece delicioso… e sujo.

ELA – O favorito da América… Farão fortuna.

Um rapaz interrompe a conversa, pedindo silêncio. Haverá o anúncio dos vencedores da tal premiação:

JURADO – A faixa azul do concurso anual de comida caseira desse ano vai para… * * *   * * *  * * * *

O casal se abraça e comemora. Dirigem-se a frente do palco para agradecer ao público. Um sorri ao outro e com as mãos dadas, surge a música…

Close your eyes, give me your hand, darling
Do you feel my heart beating?
Do you understand?
Do you feel the same?
Am I only dreaming,
Or this is burning as an eternal flame?
Say my name…

– – – * – – – * – – – * – – – * – – – * – – – * – – – * – – – * – – – * – – – * – – – * – – – *

CENA 02

ELE 2 desce as escadas, ajeitando rapidamente os cabelos. Aproxima-se da mesa para acender duas velas quando alguém bate a porta. ELE 2 se levanta e caminhando até a porta passa a mão novamente pelos cabelos, respira fundo, ajeita as calças e abre a porta.

ELE 1 – Oi, querida. Pronta para a farra? (ELE 2 dá um sorriso nervoso) Vou levar isso como um sim… Safado! (ELE 1 entra e a porta se fecha).

Enquanto ELE 2 abre uma garrafa de vinho, uma música soa ao fundo, vindo do rádio:

Am I only dreaming (ELE 1 abaixa o volume)
Or this is burning as an eternal flame
I believe it’s meant to be, darling
I watch…

– – – * – – – * – – – * – – – * – – – * – – – * – – – * – – – * – – – * – – – * – – – * – – – *

Ocorreu novamente. Aqui, a semelhança era de um acidente ocorrera entre duas séries (Felicity e Lost). Dessa vez, a semelhança não foi um acontecimento e sim uma música tocar em episódios de séries bem distintas. Uma tem um ar colorido, musical, alegre, enquanro a outra é bem mais adulta, mais dark, mais quente…

Se no primeiro caso, eu havia visto os dois episódios na mesma semana, no segundo a semelhança era bem mais óbvia – a cena 1 e a cena 2 foram vistas no mesmo dia.

Sem mais delongas vamos a resposta do enigma (e se você já leu as tags desse post antes de chegar a essa parte do texto, já descobriu quais são essas duas produções):

CENA 1 – Na fala do jurado, os asteriscos entregariam rapidamente a resposta – * * *    * * *    * * * * é na verdade, The Pie Hole – a casa de tortas onde se desenrola a maioria das tramas de Pushing Daisies. A cena está no 8° episódio da segunda temporada da finada produção. ELE é Ned, papel de Lee Pace. ELA é Olivie Snook, interpretada por Kristin Chenoweth. Ambos estão num conturbado concurso de comida caseira onde houvera um assassinato.

CENA 2 – Já essa ‘sena’ (desculpem, mas fui alfabetizado em Inglês, ok?) faz parte, novamente, de um 8º episódio, porém da primeira temporada da vampiresca True Blood. ELE 1 é o homossexual Lafayette Reynolds, vivido por Nelsan Ellis e ELE 2 é um vampiro que fornece seu sangue em troca de alguns favores, digamos… sexuais. Na trama, sangue de vampiro é uma droga paradisíaca para os humanos.

Mistério desvendado. Qual será a próxima coincidência?

UM ADENDO: a música é Eternal Flame do grupo The Bangles!





Jerry 2010 – a opinião dos brasileiros

13 08 2010

Hoje, sem dúvida nenhuma, os maiores especialistas brasileiros em séries e reality shows americanos são encontrados na internet. É nela que encontramos as legendas de episódios que acabaram de ir ao ar em solo americano; nela encontramos review’s, críticas das séries em exibição; nela ficamos informados pelas novas atrações da próxima temporada; é nela que aprendemos termos como mid season, fall season, season finale, series finale

Tudo isso não é construído pelos tradicionais veículos de comunicação como jornais ou televisão não. E sim em blog’s que vamos ter todas essas e muitas outras notícias a respeito da TV norte-americana. (O qual o Universo E! tem uma tímida contribuição)

Mas, o que será que eles pensam das atuais atrações? Quem se destaca nas produções? E a atuação?

Bem, todas essas respostas serão resumidas no Jerry 2010, premiação organizada pela Sociedade dos Blogs de Séries, que reúne atualmente 24 membros ativos, que discutem e se dedicam principal ou exclusivamente ao mundo das séries e formam a nata da crítica especializada na internet brasileira.

O Universo E! traz agora as 28 categorias da premiação, cujos vencedores serão eleitos a partir dos votos dos membros da sociedade e formará um panorama do que há de melhor em exibição atualmente. Os indicados são esses:

SÉRIE DRAMÁTICA

  • Breaking Bad
  • Dexter
  • Fringe
  • Lost
  • Mad Men
  • True Blood

SÉRIE DE COMÉDIA

  • Community
  • Chuck
  • Glee
  • Modern Family
  • Parks e Recreation
  • The Big Bang Theory

ELENCO EM SÉRIE DRAMÁTICA

  • Breaking Bad
  • Damages
  • Lost
  • Mad Men
  • The Good Wife

ELENCO EM SÉRIE DE COMÉDIA

  • Community
  • Glee
  • Modern Family
  • Parks and Recreation
  • 30 Rock

SÉRIE REVELAÇÃO

  • Community
  • Glee
  • Modern Family
  • The Good Wife
  • Treme

INTÉRPRETE REVELAÇÃO

  • Danny Pudi, por Community
  • Eric Stonestreet, por Modern Family
  • Joel McHale, por Community
  • Lea Michele, por Glee
  • Rico Rodriguez, por Modern Family
  • Sofia Vergara, por Modern Family

ATOR EM SÉRIE DRAMÁTICA

  • Bryan Cranston, por Breaking Bad
  • Hugh Laurie, por House
  • Matthew Fox, por Lost
  • Michael C. Hall, por Dexter
  • Jon Hamm, por Mad Men
  • Kyle Chandler, por Friday Light Nights

ATRIZ EM SÉRIE DRAMÁTICA

  • Anna Gunn, por Breaking Bad
  • Connie Britton, por Friday Night Lights
  • Glenn Close, por Damages
  • Julianna Marguiles, por The Good Wife
  • Kyra Sedgwick, por The Closer

ATOR EM SÉRIE DE COMÉDIA

  • Alec Baldwin, por 30 Rock
  • Jim Parsons, por The Big Bang Theory
  • Joel McHale, por Community
  • Steve Carell, por The Office
  • Ty Burrell, por Modern Family
  • Zachary Levi, por Chuck

ATRIZ EM SÉRIE DE COMÉDIA

  • Amy Poehler, por Parks and Recreation
  • Edie Falco, por Nursie Jackie
  • Julie Bowen, por Modern Family
  • Lea Michelle, por Glee
  • Tina fey, por 30 Rock
  • Toni Collete, por United States of Tara

ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE DRAMÁTICA

  • Aaron Paul, por Breaking Bad
  • John Noble, por Fringe
  • Martin Short, por Damages
  • Michael Emerson, por Lost
  • Terry O’Quinn, por Lost

ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE DRAMÁTICA

  • Cherry Jones, por 24 Horas
  • Christina Hendricks, por Mad Men
  • Christine Baranski, por The Good Wife
  • Elisabeth Moss, por Mad Men
  • Olivia Willians, por Dollhouse
  • Sandrah Oh, por Grey’s Anatomy

ATOR COADJUVANTE EM SÉRIE DE COMÉDIA

  • Chevy Chase, por Community
  • Danny Pudi, por Community
  • Ed O’Neil, por Modern Family
  • Eric Stonestreet, por Modern Family
  • Neil Patrick Harris, por How I Met your Mother
  • Nick Offerman, por Parks and Recreation

ATRIZ COADJUVANTE EM SÉRIE DE COMÉDIA

  • Allison Brie, por Community
  • Jane Krakowski, por 30 Rock
  • Jane Lynch, por Glee
  • Sofia Vergara, por Modern Family
  • Yvonne Strahovski, por Chuck

PATICIPAÇÃO ESPECIAL EM SÉRIE DRAMÁTICA

  • Gregory Itzin, em 24 Horas
  • John Lithgow, por Dexter
  • Mary McDonnell, por The Closer
  • Ted Danson, por Damages
  • Zach Gliford, por Friday Night Lights

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL EM SÉRIE DE COMÉDIA

  • Christine Baranski, por The Big Bang Theory
  • Jon Hamm, por 30 Rock
  • Julianne Moore, por 30 Rock
  • Kristin Chenoweth, por Glee
  • Michael Sheen, por 30 Rock
  • Neil Patrick Harris, por Glee

ROTEIRO

  • Carlton Cuse e Damon Lindelof, por Lost
  • Emily Cutler, por Community
  • Matthew Weiner, por Mad Men
  • Shonda Rhimes, por Grey’s Anatomy
  • Vince Gilligan, por Breaking Bad

DIREÇÃO

  • Jack Bender, por Lost
  • Justin Lin, por Community
  • Lesli Linka Glatter, por Mad Men
  • Michelle MacLaren, por Breaking Bad
  • Vince Gilligan, por Breaking Bad

EDIÇÃO

  • Breaking Bad
  • Dollhouse
  • Community
  • Friday Night Lights
  • Lost
  • 24 Horas

TRILHA SONORA

  • Glee
  • Grey’s Anatomy
  • Lost
  • Treme
  • True Blood

FOTOGRAFIA

  • Breaking Bad
  • Lost
  • Friday Night Lights
  • Mad Men
  • Fringe

DESENHO DE PRODUÇÃO

  • Dollhouse
  • Glee
  • Lost
  • Mad Men
  • True Blood

PROGRAMA DE VAIEDADES

  • Jimmy Kimmel Live
  • Late Show with David Letterman
  • Saturday Night Live
  • The Daily Show with Jon Stewart
  • The Tonight Show with Conan O’Brien

REALITY/GAME SHOW

  • American Idol
  • So You Think You Can Dance
  • Survivor
  • The Amazing Race
  • Top Chef

PROGRAMA BRASILEIRO

  • A Grande Família
  • Central da Copa
  • CQC – Custe o que Custar
  • Furo MTV
  • Som e Fúria

APRESENTADOR DE PROGRAMA DE VARIEDADES

  • Bill Maher, por Real Time with Bill Maher
  • Conan O’Brien, por The Tonight Show with Conan O’Brien
  • David Letterman, por Late Show with David Letterman
  • Jimmy Kemmel, por Jimmy Kemmel Live
  • Jon Stewart, por The Daily Show with Jon Stewart

APRESENTADOR DE REALITY/GAME SHOW

  • Cat Deeley, por So You Think You Can Dance
  • Jeff Probst, por Survivor
  • Padma Lakshmi, por Top Chef
  • Phil Keoghan, por the Amazing Race
  • Ryan Seacrest, por American Idol

MICO DO ANO

  • FlashForward
  • Legendários
  • NBC e Tonight Show
  • Spoilers de Lost na Globo
  • Warner cancela Gossip Girl




Benjamin Linus em True Blood

8 08 2010

Pelo menos é esse o desejo que Michael Emerson, que interpretou o importante personagem da falecida Lost. Fã da criação, Emerson acredita que poderia ganhar um personagem na trama sobre os vampiros residentes em Bon Temps de Alan Ball e declara: “Se um dia encontrar com ele, eu lhe peço um trabalho”.

 

   < – – – ELE

   QUER FAZER

   PARTE DESSE

    – – – – – – >

  ELENCO





Promo de 3ª temporada de True Blood

22 03 2010

O drama vampiresco da HBO, True Blood, chega ao seu terceiro ano no próximo dia 13 de junho em terras norte-americanas. O video promocional é curtinho (veja logo após o texto) e traz cenas exclusivamente de bastidores, ou seja, para você vê-la com todo o acabamento de pós-produção só em junho mesmo.

Com grande apoio do público e da crítica, True Blood aborda o relacionamento entre Sookie Stackhouse (Anna Paquin, indicada ao Globo de Ouro), garçonete telepata e o vampiro Bill Compton (interpretado por Stephen Moyer). Relação essa estabelecida após a invenção japonesa de um sangue sintético – o True Blood do título – que possibilita, aparentemente, o convívio mútuo entre vampiros e humanos.

Mas atenção, essa é, definitivamente, uma história de vampiros para adultos. Completamente diferente daquela historinha água, sangue e açúcar da saga Crepúsculo…

image

Depois do sucesso dos dois anos anteriores, True Blood, criação de Alan Ball (Six Feet Under – A Sete Palmos) ganha reforços em seu elenco. A terceira temporada vai contar com atores a atrizes que já passaram por outra atrações da televisão americana como Chuck, One Tree Hill (Lances da Vida), Prison Break, Brothers and Sisters, Ugly Betty, Desperate Housewives entre outras.

E agora, para matar sua saudade…

“I   W A N N A    D O    B A D    T H I N G S    W I T H    Y O U”

INFORMAÇÕES ATRAVÉS DO SITE VÍRGULA







PALPITEIRO BRASILEIRO

Campeonato dos Palpiteiros - Temporada 2017

Blog do Renato Nalini

Secretário da Educação do Estado de São Paulo, Imortal da Academia Paulista de Letras e Membro da Academia Brasileira da Educação.

Abraccine - Associação Brasileira de Críticos de Cinema

Site com atividades e informações sobre a associação que reúne profissionais da crítica cinematográfica de todo o Brasil

Sinfonia Paulistana

um novo olhar

%d blogueiros gostam disto: