Festival Varilux de Cinema Francês 2012 – dia 02

23 08 2012

Esse segundo post do Universo E! destinado a cobertura do Festival Varilux de Cinema Francês 2012 concentra as resenhas dos filmes vistos durante o domingo. Um dia que retrata muito bem a diversidade da produção cinematográfica atual da França, passando da comédia romântica, passando pelo filme de época com forte influência católica e chegando ao drama.

Mais uma vez: bom divertimento!

PARIS-MANHATTAN – O primeiro filme abaixo da média no Festival até aqui. Prova de que apenas a participação especial de Woody Allen não basta para se ter um bom filme.

Fanática pelo diretor desde os seus quinze anos de idade, Alice é tão aficionada a ponto de manter diálogos mentais com um quadro na parede do seu quarto com uma foto de Allen. Ela que continua solteira em plena maturidade, contrariando as enormes expectativas de sua família e principalmente de seu pai, que tenta a todo custo arranjar-lhe um pretendente.

O ‘não-namorar’ aqui é apenas uma opção consciente dela, uma vez que Alice possui uma vida praticamente resolvida. Financeiramente, vive do faturamento da farmácia que herdou do pai, farmácia essa que oferece um serviço adicional incomum nos outros estabelecimentos de mesmo ramo: oferecer um tratamento à base de empréstimo de seus DVDs.

Victor aparece, então, como o escolhido para enfrentar as excentricidades dela e de sua família ao longo do filme, uma constante luta que inclui entender os estranhos aspectos das produções de Woody Allen que permeiam a narração. Tudo para quebrar a barreira invisível para relacionamentos que Alice impôs em sua vida. Mas o grande golpe de sorte de Victor foi contar com um encontro casual com o idolatrado diretor para ganhar, definitivamente, o coração de Alice.

Paris-Manhattan é isso. Uma sucessão de acontecimentos (com algumas tiradas engraçadas) mas sem muitos propósitos, perdendo ainda mais seu foco quando dá espaço as tramas paralelas. Funcionando muito no piloto automático, conformando-se apenas com a presença de Woody Allen,  sem cativar a necessária atenção do espectador.

NOTA: 2/5

AQUI EMBAIXO – Mostra a curva descendente da moral de irmã Luce numa França da década de 40 e um dos palcos da Segunda Guerra Mundial. Através de seus serviços de enfermagem, irmã Luce acaba conhecendo o descrente capitão Martial da resistência após esse ser ferido em combate.

A pureza e a inocência da freira se esvaem quando o rebelde infiltra-se na igreja católica para dar prosseguimento aos planos de seu grupo. Assim é inevitável o relacionamento entre eles. Com uma atitude imperdoável para os princípios católicos, irmã Luce vê sua desgraça aumentar ao flagrar a traição de Martial.

Dessa forma que ela encontra sua derradeira ruína, isolada tanto do mundo espiritual quanto do mundo físico. Para vingar-se, irmã Luce  entrega todos os envolvidos na insurgência e os locais onde estariam. Delação que a leva ser sentenciada com a pena de morte. Mesmo com a proposta de fugir para a Espanha e escapar de uma punição mais severa da Igreja Católica, ela aceita encarar seu infeliz destino de frente e de olhos abertos.

NOTA: 1/5

E AGORA, AONDE VAMOS?E Agora, Aonde Vamos? se passa num vilarejo isolado onde poucos se arriscam em sair de lá. Além de uma ponte precária servindo de único acesso, todo o percurso que leva ao vilarejo é infestado de minas terrestres. Tudo que entra ou sai dali é realizado pelo corajoso trabalho de dois jovens que se arriscam sob uma velha lambreta. Através desse veículo que chega os equipamentos necessários para a instalação dos meios de comunicação disponíveis no país: uma TV e um rádio.

Um ato tão banal quanto ligar uma televisão, por exemplo, torna-se um grande e cômico evento de pompa e circunstância com direito inclusive a discurso do excelentíssimo prefeito. Tudo porque o único lugar onde o aparelho conseguia algum sinal razoável era no topo de uma colina há alguns quilômetros de distância da comunidade, exigindo uma peregrinação dos moradores.

Esse isolamento territorial dava a oportunidade das mulheres de filtrar as notícias que vinham de fora, afastando seus esposos e filhos de um perigo maior, ainda mais que a tensão de uma guerra civil só aumentava nas fronteiras além da pequena cidade. Uma decisão extremamente racional diante de uma vila dividida entre judeus e  católicos, onde qualquer mínima provocação à uma religião desencadearia um enorme rebuliço. Essas judias e católicas unem-se para, de todas as formas, manter a guerra do lado de fora da vila.

E Agora, Aonde Vamos? é uma visão bem humorada das diferenças entre os costumes de cada religião além de revelar, alternando entre a comédia e o drama, as dificuldades de manter o cotidiano na mais pura e tranquila normalidade. E os diversos planos usados por essas mulheres são, sem dúvida, o ponto alto da produção.

O longa funciona perfeitamente como uma crítica contundente às motivações que levam a instabilidade social de toda aquela região.

NOTA: 5/5

Anúncios




Vem aí o MTV Movie Awards 2012

27 05 2012

Com a chegada da metade do ano tem se a impressão que os grandes prêmios voltados para os filmes de 2011 terminaram. Mas está enganado quem pensa assim. No próximo domingo, dia 03 de junho, é o MTV Movie Awards 2012 quem encerra de uma vez por todas mais essa temporada da Sétima Arte.

No lugar do Globo e do ‘homenzinho’ dourado entra a Pipoca Dourada, um troféu muito bem escolhido para retratar a cerimônia, um reinado para os filmes blockbusters, os chamados filmes pipocas. Longas como O Artista ou aqueles de Lars von Trier ou de Woody Allen passam bem longe da festa.

Por outro lado, o MTV Movie Awards serve muito bem como vitrine para a temporada dos grandes filmes do verão americano. Com certeza não faltarão spots comerciais sobre os grandes lançamentos dos próximos meses: Homem-Aranha, o último Batman de Christopher Nolan, a segunda parte de Amanhecer que encerra a saga Crepúsculo certamente terão o seus merchandising no domingo que vem.

De qualquer forma podemos ver que de todos os males, os indicados aos prêmios nesse ano melhoraram significativamente em relação às cerimônias anteriores: ou a organização do eventos soube muito bem escolher os indicados desse ano, delimitados claro, pelo público alvo da festa; ou 2011 teve poucas porcarias sendo lançadas na telona.

Toda a festa estará sob o comando do ator britânico e comediante Russell Brand (O Pior Trabalho do Mundo e Meu Malvado Favorito), mas mais conhecido pela alcunha de ex-Katy Perry. Ele já prometeu um show mais impressionante que Os Vingadores! “Com sua incrível capacidade de abranger todo o espectro da comédia, do mais sofisticado ao mais rasteiro, o humor inteligente e imprevisível de Russell se conecta de maneira ímpar com nosso público”, afirmou o presidente da MTV Stephen Friedman a Reuters Brasil.

Como podemos ver nas indicações abaixo, o MTV Movie Awards 2012 tem Jogos Vorazes e Missão Madrinha de Casamento como os grandes destaques e recorda ainda filmes como Super 8, Drive e 50% que passaram despercebidos das outras grandes premiações. Vamos a lista dos indicados:

MELHOR FILME

  • A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1
  • Harry Potter e as Relíquias da Morte – parte 2
  • Histórias Cruzadas
  • Jogos Vorazes
  • Missão Madrinha de Casamento

MELHOR ATRIZ

  • Emma Stone, Amor à Toda Prova
  • Emma Watson, Harry Potter e as Relíquias da Morte – parte 2
  • Jennifer Lawrence, Jogos Vorazes
  • Rooney Mara, Millenium – Os Homens que não Amavam as Mulheres
  • Kristen Wing, Missão Madrinha de Casamento

MELHOR ATOR

  • Joseph Gordon-Levitt, 50%
  • Ryan Gosling, Drive
  • Daniel Radcliffe, Harry Potter e as Relíquias da Morte – parte 2
  • Josh Hutcherson, Jogos Vorazes
  • Channing Tatum, Para Sempre

MELHOR ELENCO

  • Anjos da Lei
  • Harry Potter e as Relíquias da Morte – parte 2
  • Histórias Cruzadas
  • Jogos Vorazes
  • Missão Madrinha de Casamento

MELHOR REVELAÇÃO

  • Shailene Woodley, Os Descendentes
  • Liam Hemsworth, Jogos Vorazes
  • Rooney Mara, Millenium – Os Homens que não Amavam as Mulheres
  • Melissa McCarthy, Missão Madrinha de Casamento
  • Elle Fanning, Super 8

MELHOR PERFORMANCE PESADA

  • Anjos da Lei – Johan Hill e Rob Riggle
  • Drive – Ryan Gosling
  • Missão Impossível: Protocolo Fantasma – Tom Cruise
  • Missão Madrinha de Casamento – Kristen Wiig, Maya Rudolph, Rose Byrne, Melissa McCarthy, Wendy McClendon-Covey e Ellie Kemper

MELHOR TRANSFORMAÇÃO NA TELA

  • Johnny Depp, Anjos da Lei
  • Rooney Mara, Millenium – Os Homens que não Amavam as Mulheres
  • Elizabeth Banks, Jogos Vorazes
  • Collin Farrell, Quero Matar o meu Chefe
  • Michelle Williams, Sete Dias com Marilyn
MELHOR ATUAÇÃO CÔMICA
  • Johan Hill, Anjos da Lei
  • Zach Galifianakis, Se Beber Não Case – Parte 2
  • Kristen Wiig, Missão Madrinha de Casamento
  • Melissa McCarthy, Missão Madrinha de Casamento
  • Oliver Cooper, Projeto X – Uma Festa Fora de Controle
MELHOR MÚSICA
  • ‘Parthy Rock Anthem’, LMFAO (Anjos da Lei)
  • ‘A Real Hero’, College with Electric Youth (Drive)
  • ‘The Devil is in the Details’, Chemical Brothers (Hanna)
  • ‘Impossible’, Figurine (Like Crazy)
  • Pursuit of Happiness, Kid Cudi remix de Steve Aoki (Projeto X – Uma Festa Fora de Controle)
MELHOR BRIGA
  • Channing Tatum & Johan Hill vs Kid Gang, Anjos da Lei
  • Tom Hardy vs Joel Edgerton, Guerreiro
  • Daniel Radcliffe vs Ralph Fiennes, Harry Potter e as Relíquias da Morte – parte 2
  • Jennifer Lawrence & Josh Hutcherson vs Alexander Ludwig, Jogos Vorazes
  • Tom Cruise vs Michael Nyqvist, Missão Impossível: Protocolo Fantasma
MELHOR BEIJO
  • Robert Pattinson & Kristen Stewart, A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte 1
  • Ryan Gosling & Emma Stone, Amor à Toda Prova
  • Rupert Grint & Emma Watson, Harry Potter e as Relíquias da Morte – parte 2
  • Jennifer Lawrence & Josh Hutcherson, Jogos Vorazes
  • Channing Tatum & Rachel McAdams, Para Sempre
MELHOR PERSONAGEM IDIOTA
  • Bryce Dallas Howard, Histórias Cruzadas
  • Jon Hamm, Missão Madrinha de Casamento
  • Oliver Cooper, Projeto X – Uma Festa Fora de Controle
  • Colin Farrell, Quero Matar meu Chefe
  • Jennifer Aniston, Quero Matar meu Chefe







PALPITEIRO BRASILEIRO

Campeonato dos Palpiteiros - Temporada 2018

Blog do Renato Nalini

Ex-Secretário de Estado da Educação e Ex-Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo. Ex-Presidente e Imortal da Academia Paulista de Letras. Membro da Academia Brasileira de Educação. Atual Reitor da UniRegistral. Palestrante e conferencista. Professor Universitário. Autor de dezenas de Livros: “Ética da Magistratura”, “A Rebelião da Toga”, “Ética Ambiental”, entre outros títulos.

Abraccine - Associação Brasileira de Críticos de Cinema

Site com atividades e informações sobre a associação que reúne profissionais da crítica cinematográfica de todo o Brasil

Sinfonia Paulistana

um novo olhar

%d blogueiros gostam disto: